Charlie Sheen pede que joguem ovos podres e cocô de cachorro na escola onde estudava sua filha

O ator disse no Twitter que a garota sofreu bullying e foi chamada de mentirosa

Redação Publicado em 15/03/2013, às 10h35 - Atualizado às 18h39

ABISMO & TOPO “Durante um período de duas semanas, eu fui a pessoa mais famosa do planeta”
Peggy Sirota

Charlie Sheen andava quieto, muito quieto. Mas não mais. O ator resolveu criticar no Twitter a escola Viewpoint, onde estudava sua filha Sam. Na rede social, pediu para que as pessoas vandalizassem o local, afirmando que Sam sofreu bullying lá e foi chamada de mentirosa.

Ainda louco: uma semana intensa com Charlie Sheen, o último selvagem de Hollywood.

"Esse é um legítimo chamado às armas. Minha filha Sam sofreu bullying na escola Viewpoint e foi chamada de mentirosa. Se você tem um ovo podre, um rolo de papel higiênico ou cocô de cachorro, eu peço que leve com 'extremo preconceito' para o campus comandado por charlatães e ‘trolls’. Me deixem orgulhoso", escreveu Charlie Sheen, dizendo que os fãs não podem deixar a filha de seu “feiticeiro preferido” ser tratada assim.

O site TMZ informa que o ator e sua ex-mulher, Denise Richards, estão procurando outra escola para Sam, que tem 9 anos. O veículo explica que Sam estava sofrendo bullying, então ficou doente e parou de ir às aulas. Denise teria ido à escola para resolver a questão, mas ouviu que a filha estava mentindo a respeito de ser provocada pela colega. Aliás, Sheen cita o nome da criança que estaria fazendo bullying em sua reclamação no Twitter, sugerindo que os fãs escrevam com cocô no prédio da escola o nome da garota, Victoria.