Christian Bale é agredido ao tentar visitar ativista chinês

Ator recebeu socos no rosto de guardas após insistência para conhecer Chen Guangcheng nesta sexta, 16; assista ao vídeo

Redação Publicado em 16/12/2011, às 16h32 - Atualizado às 16h57

Christian Bale
AP

O ator Christian Bale, mais conhecido por seu papel no cinema como Batman, foi agredido nesta sexta, 16, por guardas chineses que o impediram de conhecer o ativista Chen Guangcheng, um advogado cego que é mantido como prisioneiro pelo governo da China. As informações são da CNN.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

"Eu estou aqui para ver Chen Guangcheng", disse o ator, acompanhado de jornalistas, ao chegar no vilarejo em que o ativista é mantido preso. Quatro homens que bloqueavam a passagem para o local começaram a marchar em sua direção. "Por que eu não posso visitar este homem livre?", questionou Bale, que teve como resposta uma série de socos no rosto pelos guardas, que miravam em sua câmera enquanto tentavam afastá-lo dos jornalistas.

"O que eu queria, de verdade, era conhecer o homem", lamentou Bale, após o ocorrido. "Apertar a sua mão e lhe dizer o quão inspirador ele é."

Chen Guangcheng está sendo mantido confinado em sua casa, junto a sua esposa, mãe e filha, desde que foi libertado em setembro de 2010. Uma corte local o sentenciou, anteriormente, a quatro anos de prisão por danificar propriedade alheia e interromper o tráfego em um protesto. Guangcheng, um advogado autodidata, apareceu para a mídia no fim dos anos 90, quando passou a lutar pelo que ele chamava de "vítimas dos abusos praticados na China".

Veja abaixo o vídeo que registrou os momentos de tensão do ator com os guardas chineses: