Clarence Clemons demonstra sinais de melhora após derrame

De acordo com fanzine de Bruce Springsteen, quadro de saúde do saxofonista da E Street Band tem evoluído positivamente; confira entrevista com o músico, realizada no início do ano

Por Andy Greene Publicado em 13/06/2011, às 19h42

Clarence Clemons em show, em dezembro de 2010
AP

Enquanto não é divulgado um anúncio oficial sobre o estado de saúde de Clarence Clemons após o derrame, boas notícias começaram a surgir. Um "amigo próximo" do saxofonista da E Street Band contou ao Backstreets, fanzine de Bruce Springsteen, que sua situação está melhorando: "Ontem ele realmente não parecia bem", contou a fonte. "Hoje... milagres estão acontecendo. Seus sinais vitais estão melhorando. Ele está respondendo. Seus olhos se mexem quando falam com ele. Ele estava paralisado no lado esquerdo, mas agora pode apertar a mão esquerda. Essas são as melhores notícias que tivemos desde que [o derrame] aconteceu - não é nada menos que milagroso. Os próximos cinco dias continuarão sendo críticos. Mas ele é um guerreiro."

Essas informações batem com o que o canal de TV Fox 5, de Nova York, apurou.

No último mês de fevereiro, entrevistamos Clemons por telefone, quando foi divulgada a notícia de que ele estava tocando sax no novo disco de Lady Gaga, Born This Way. Leia abaixo trechos inéditos da entrevista:

Como está sua saúde atualmente?

Boa. Sabe, algo assim [tocar com Lady Gaga] faz eu me sentir muito melhor. É tão inspirador - além da possibilidade de sair em turnê com ela. Não seria maravilhoso?

Você passou por uma cirurgia nas costas recentemente, correto?

Sim, uma cirurgia na espinha. Eu tive meus dois joelhos reconstruídos,

Há mais alguma cirurgia planejada?

Eu não sei mais o que eles podem fazer. O que mais falta reconstruir? Eu tenho praticamente tudo sob controle agora.

Os fãs são fascinados pela gravação de Nebraska [disco acústico de Springsteen, de 1982] e se a banda inteira tentou ou não gravar essas canções.

Olha, eu acho que Bruce traz a banda para uma música quando ele sabe o que quer. Não é uma questão de tentar e fazer soar bom. Ou soa naturalmente ou não soa.

Então a banda não tentou gravar aquelas canções?

Não. Como uma banda completa, eu creio que não.

O que você pensou da música de Human Touch [disco de Springsteen lançado em 1992] e Lucky Town [lançado na mesma data que Human Touch] quando foram lançados?

Naquele ponto da vida dele, é o que ele quis dizer e o que ele quis fazer. Se é uma questão sobre [gostar mais que] Born to Run ou Darkness on the Edge of Town, eu não sei. Eu sou fã de Bruce e qualquer coisa que ele fizer, pra mim tudo bem.

Eu li por aí que você ama "Sad Eyes".

Eu amo. É um dos melhores vocais dele.

O site Smoking Gun postou uma exigência de turnê de 2002. Lá diz que às 21h45 um frango assado inteiro deve ser preparado e entregue no seu vestiário. Você realmente come um frango inteiro no meio de um show?

Não, mas eu tenho de jantar depois do show.

Mas obviamente não no meio de uma apresentação...

Não, não! [Ri histericamente] Jesus, não dava tempo de sair e comer. É uma coisa engraçada de pensar a respeito. [Ri mais ainda]. Mas eu quero dizer que a pessoa que escreveu isso nunca nos viu tocando. Não tinha como isso acontecer.

Você quase jogou no time de futebol americano Cleveland Browns, certo?

Quase! Eu estava sem contrato, atrás de um time. Eu tentei entrar pra equipe, mas um acidente de carro me tirou do futebol.

Você já pensou o quão diferente sua vida poderia ter sido, não fosse aquele acidente de carro?

Ah sim, poderia ter sido muito diferente. É por isso que algumas coisas acontecem na sua vida. Você não consegue entender porque aconteceu, mas aconteceu por um motivo. E se você é sábio o suficiente para saber e compreender, torna sua vida muito mais fácil - em vez de reclamar o tempo todo, blá blá blá. Você tem que viver com o que tem. Eu nunca pensei que seria uma - abre aspas - "estrela do rock & roll". Eu amava tocar, e então conheci Bruce logo após esse acidente de carro.

Uma última pergunta: no meio dos anos 80, quem poderia levantar mais peso - você ou Bruce?

Eu, definitivamente. Sem nenhuma dúvida. [Risos]. Mas hoje eu não sei...