Com câncer terminal, coautor de Os Simpsons doará a fortuna que ganhou com a série animada

Sam Simon, que ajudou Matt Groening a criar a produção, agradeceu aos fãs pelas mensagens de apoio

Redação Publicado em 26/07/2013, às 13h02 - Atualizado às 20h23

Sam Simon
Hiroko Masuike / AP

Sam Simon, responsável por ajudar Matt Groening a criar a série animada Os Simpsons está com câncer terminal e a expectativa de vida dele é de algo entre três e seis meses.

Os Simpsons na telona: os mais de 20 naos no ar, os segredos da estreia nos cinemas, a polêmica com o Brasil... O que pensam os membros da família mais famosa da televisão mundial - segundo os seus próprios criadores.

A informação, dada na quinta-feira, 25, pelo site da revista The Hollywood Reporter, repercutiu e Simon recebeu diversas manifestações de carinho e apoio dos fãs através do Twitter.

“Obrigado pelos tuítes carinhosos”, escreveu Sam, em agradecimento ao suporte recebido após o anúncio de que ele tem câncer de cólon em estágio avançado.

Longe da série desde 1993, o produtor disse ao THR que ainda ganha milhões com o desenho, no qual ainda é creditado como produtor executivo.

Todo o dinheiro dele, segundo informou o próprio, será doado para instituições de caridade, entre elas, a própria ONG dele, Sam Simon Foundation, dedicada a ajudar animais e pessoas com fome.

Atualmente com 58 anos, Sam Simon é descrito por Matt Groening como “brilhantemente engraçado”, mas “mentalmente instável.”