Courtney Love terá de pagar US$ 430 mil a estilista

A cantora entrou em acordo judicial com Dawn Simorangkir, em um caso inédito de difamação via Twitter

Da redação Publicado em 04/03/2011, às 12h10

Courtney Love estava sendo processada por difamação pela estilista Dawn Simorangkir e fez um acordo
AP

Courtney Love chegou a um acordo com a estilista Dawn Simorangkir, por quem estava sendo processada por difamação. Dawn entrou na justiça por causa de declarações que a frontwoman do Hole fez no Twitter, em um caso legal inédito (leia mais aqui). A informação foi divulgada pelo site da revista The Hollywood Reporter na última quinta, 3, quando o acordo foi finalizado.

Porém, a resolução do conflito não deverá custar barato: estima-se que ela irá pagar cerca de US$ 430 mil (algo próximo de R$ 710 mil) em prestações que já tiveram início e que se estendem até 2014.

Relembre o caso

Em março de 2009, Courtney Love estava irada com Dawn Simorangkir porque ela estava lhe cobrando o pagamento por algumas roupas, um valor na casa dos milhares de dólares. Então, no dia 17, a cantora resolveu desabafar sobre o caso no Twitter, usando o veículo para insultar a designer. Entre outras coisas, a chamou de prostituta e afirmou que ela tem um histórico de violência e perdeu a guarda de seu filho por causa disso. Disse, ainda, que Simorangkir ficou tentando lucrar com sua fama. "Ela recebeu uma quantia VASTA de dinheiro de mim, mais de US$ 40 mil", declarou. As ofensas e xingamentos continuaram por quatro dias, não apenas no microblog, mas também via MySpace e Etsy.com.

Love argumentou que estava apenas expressando sua opinião e que Simorangkir não poderia provar que sofreu qualquer dano. A estilista retrucou argumentando sobre a influência de Love como artista e o poder das mídias sociais.

"A quantia do acordo diz tudo. Seus comentários difamatórios e repreensíveis eram completamente falsos e US$ 430 mil é uma maneira bastante expressiva de pedir desculpa. Espera-se que, devido a esse desastre, um controle sobre caneta, língua e 'tweet' guiará a conduta da senhorita Love no futuro", declarou Bryan Freedman, advogado de Simorangkir.

O representante legal de Love, James Janowitz, disse que o acordo o satisfez por conta da possibilidade de parcelar o pagamento e porque a acusação estava pedindo um valor muito maior inicialmente: "Eles conseguiram uma quantia que deu a eles o direito de se gabar, nada além disso".