Courtney Love sobre Dave Grohl: “Está na hora de fazer as pazes”

Dupla tem um longo histórico de brigas

Redação Publicado em 20/06/2014, às 10h50 - Atualizado às 14h14

-
Lionel Cironneau/AP

Depois da reunião com Dave Grohl na introdução do Nirvana no Hall da Fama do Rock, Courtney Love quer resolver suas questões com o colega de banda do falecido marido. “Está na hora de fazer as pazes”, disse ela, de acordo com o jornal Daily Mail, durante uma entrevista recente em Cannes. A cantora teria tido a epifania após ver uma foto de Grohl.

Os Últimos Dias de Kurt Cobain.

No início deste mês, Grohl disse ao site da revista The Hollywood Reporter que o abraço que eles deram durante a cerimônia de introdução foi sincero. “Eu vi Courtney passando, eu dei um toque no ombro dela, nós olhamos nos olhos um do outro e foi isso – nós somos apenas família”, disse ele. “Nós temos um passado difícil, mas no final das contas somos uma grande família e quando nos abraçamos foi de verdade.”

Nirvana: os bastidores e detalhes da reunião.

O longo histórico de brigas de Courtney e Grohl começou nos anos 1990, quando eles formaram uma parceria com o baixista Krist Novoselic para gerenciar os negócios envolvendo o Nirvana. A cantora entrou com um processo para dissolver a companhia em junho de 2001. Grohl e Novoselic processaram Courtney na esperança de expulsá-la da Nirvana LLC, chamando-a de "irracional, mercurial, egocêntrica, incontrolável, inconsistente e imprevisível”.

In Utero, último disco do Nirvana, nasceu no Brasil.

Em 2009, os músicos criticaram Courtney por ter permitido que Cobain se tornasse um personagem do game Guitar Hero 5, afirmando que ele “merecia algo melhor”. Em 2011, a cantora chegou a criticar o frontman do Foo Fighters nas redes sociais e acusá-lo de viver às custas do legado de seu marido.