Daniel Radcliffe diz que se tornou alcoólatra por causa da pressão pós-Harry Potter

Jovem ator afirma que chegou a filmar cenas da franquia do bruxo ainda embriagado da noite anterior

Redação Publicado em 16/06/2014, às 10h05 - Atualizado em 17/06/2014, às 12h50

Daniel Radcliffe
Chris Pizzello / AP

A ideia de ter que lidar com a pressão e com a carreira depois de viver o protagonista de Harry Potter fez com que Daniel Radcliffe passasse a beber álcool com frequência, até que o abuso se tornou vício. Em entrevista ao programa Sky Arts, de acordo com o site do jornal britânico The Guardian, o jovem ator revelou que decidiu parar quando percebeu que o álcool “não estava me fazendo feliz como eu gostaria.”

As mais deliciosas comidas e bebidas criadas na ficção.

“Eu não me beneficiava em nada por beber”, disse Radcliffe, que largou o vício ainda em 2010, no período em que ainda interpretava o bruxo Harry Potter na franquia multimilionária. “Eu vivia com medo de quem iria conhecer, do que eu poderia dizer a eles e o que poderia ser feito depois disso. Então, ficava no meu apartamento por dias, bebendo sozinho. Eu era um recluso aos 20 anos. Era patético, não era eu: sou divertido, educado, mas [o álcool] me tornou rude.”

Para justificar o vício, Radcliffe explicou que era difícil viver sendo o ator que havia dado vida ao personagem dos livros, com milhões de fãs ao redor do planeta. “Não era uma pressão real, mas era uma pressão de viver pensando 'e se todas essas pessoas dizendo que não vou ter uma carreira, se elas estiverem certas?. E se elas estiverem rindo e eu estarei fadado a aparecer naquelas listas de por onde anda fulano?'”

Dez atores que ficaram marcados por um personagem.

Radcliffe tem se esforçado para não sair de cena, contudo. Após Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2, ele fez teatro, protagonizou a série A Young Doctor's Notebook, o filme de terror A Mulher de Preto e interpreta Allen Ginsberg no recém-lançado Versos de Um Crime.

“As pessoas não me chamam mais de Harry Potter, elas tendem a saber o meu nome, o que é incrível”, disse o ator. “Mas sempre creditarei as minhas oportunidades ao Harry Potter. Eu não seria uma pessoa feliz hoje se fosse amargurado por causa daqueles dez anos da minha vida.”