Dave Grohl revisita o nascimento do Foo Fighters no vinil Songs From the Laundry Room

“Era só um experimento privado, não algo que eu quisesse que muita gente ouvisse”, afirma o músico

Kory Grow / Tradução: Ligia Fonseca Publicado em 23/05/2015, às 13h04

Dave Grohl em Nova York.
Victoria Will/AP

No começo dos anos 1990, durante a folga entre os shows, o baterista do Nirvana, Dave Grohl, gravou algumas demos no estúdio localizado no porão do produtor Barrett Jones. À época, o músico acreditava que nunca as tocaria para ninguém. Mais de duas décadas depois, Grohl está lançando essas gravações em Songs From the Laundry Room, somente no formato vinil de 10 polegadas.

Mais recente show do Foo Fighters em São Paulo teve tombo e pedido de casamento; lembre como foi.

“Era só um experimento privado, não algo que eu quisesse que muita gente ouvisse”, afirma. “Não gostava muito da minha voz e, quando você está em uma banda com o maior compositor de sua geração, não quer falar: ‘Olha as minhas músicas também’. Então, eu as gravava e guardava”, conta o atual líder do Foo Fighters em entrevista à Rolling Stone.

Galeria: um guia faixa a faixa de Sonic Highways.

Grohl redescobriu as faixas quando estava gravando a série Foo Fighters Sonic Highways em parceria com a HBO. O registro terá versões iniciais de “Big Me” e “Alone + Easy Target”, que mais tarde apareceram no autointitulado álbum de estreia do Foo Fighters, de 1995, além de uma cover do hino da new wave “Kids in America”, de Kim Wilde, e um “experimento em composição e canto” ainda inédito, que ganhou o título de “Empty Handed”.

Kurt Cobain - Montage of Heck: saiba tudo sobre o documentário.

O músico se encontrou com Jones para o episódio sobre Seattle, já que os dois tinham sido colegas de quarto na cidade. Na ocasião, o produtor mostrou para Grohl as gravações que havia guardado durante 20 anos. “Ele tocou músicas que eu tinha há mais de duas décadas” conta. “E eu não me lembrava delas, o que é estranho. É quase como ver uma foto sua desmaiado de bêbado em uma festa. Tipo, o que eu estava pensando? Essas músicas foram os primórdios do que virou o Foo Fighters”, finaliza.