David Bowie descobriu câncer terminal três meses antes de morrer

A informação foi revelada no documentário David Bowie: The Last Five Years, de Francis Whately

Redação Publicado em 06/01/2017, às 16h13 - Atualizado às 18h02

David Bowie

Ver Galeria
(5 imagens)

David Bowie só soube que tinha câncer terminal três meses antes de morrer. A informação consta no documentário David Bowie: The Last Five Years, de Francis Whately, e que será lançado pela BBC para marcar um ano da morte do cantor e compositor britânico.

LEIA TAMBÉM

[Lista] Os cabelos mais icônicos do mundo da música

[Discografia Comentada] David Bowie

[Galeria] Relembre a carreira de David Bowie em fotos marcantes

Conhecido pela versatilidade performática sobre o palco e também pelo caráter inovador das suas composições, Bowie morreu em 10 de janeiro de 2016 (um domingo), poucos dias após completar 69 anos e lançar o 25º disco de estúdio dele, Blackstar. Relembre aqui.

Conforme é relatado no longa documental, Bowie descobriu que o câncer não teria cura enquanto gravava as cenas do clipe de “Lazarus”, um dos carros chefes do sucessor de The Next Day (2013). “Ele me disse: ‘Quero fazer um vídeo simples e performático”, relatou Johan Renck, responsável pela direção do clipe, em uma das declarações do filme.

O diretor ainda fez questão de ressaltar que o vídeo não traz nenhuma mensagem subliminar – conforme foi amplamente especulado – a respeito da doença do cantor. Nele, o músico aparece vendado, movimentando-se debilmente sobre uma cama, enquanto canta os versos da canção de Blackstar. Boatos e teorias conspiratórias foram divulgados na internet, associando simbolicamente a cama em que Bowie aparece deitado no clipe a uma referência ao leito de morte.

“Para mim, [o simbolismo da cama] tinha a ver com o aspecto bíblico da coisa e não com o fato de que ele estava doente”, afirmou Renck. “Descobri depois, ainda naquela semana em que estávamos filmando”, acrescentou o diretor sobre a doença terminal de Bowie. “Foi quando o informaram que não haveria mais jeito, que interromperiam o tratamento e que a doença havia ganhado.”

O filme, que estreará neste sábado, 7, na BBC 2, conta com filmagens raras e até então inéditas do músico, bem como o último take vocal que ele gravou para “Lazarus”. David Bowie: The Last Five Years dará sequência ao documentário David Bowie: Five Years (2013), também da BBC, e que é pautado em cinco dos anos mais decisivos na carreira de Bowie: 1971, 1975, 1977, 1980 e 1983. Whately dirigiu ambos os filmes. “Eu gostaria de mostrar como as mudanças eram muitas vezes superficiais, mas os temas centrais no trabalho dele eram inteiramente consistentes: alienação, mortalidade e fama”, disse o cineasta em um comunicado.

Acompanhando David Bowie: The Last Five Years, a BBC uniu todas as redes para tributos similares à Bowie em janeiro. A BBC Four transmite Bowie at the BBC, um olhar voltado à história do eterno Camaleão com a emissora – que se estendeu desde a primeira aparição dele, em 1964, até a morte em 2016. Além disso, a BBC Radio 2 exibe ao longo do mês um documentário em áudio dedicado à canção “Life on Mars?”, do clássico Hunky Dory (1971).

Nascido David Robert Jones, em 8 de janeiro de 1947, na cidade de Brixton, Londres, Bowie formou a primeira banda aos 15 anos, The Konrads. Ele adotou o sobrenome Bowie em meados dos anos 1960, já que seu sobrenome de registro gerava confusão com Davy Jones, do grupo The Monkees.