Pulse

Dona do hit “One of Us”, Joan Osborne se apresenta no Brasil pela primeira vez

Com repertório de hits e regravações de Bob Dylan, a cantora norte-americana faz show em São Paulo nesta terça, 21

Fernanda Talarico Publicado em 21/08/2018, às 13h25 - Atualizado às 13h33

Joan Osborne
Jordan Strauss/Invision/AP

Joan Osborne, cantora conhecida nos anos 1990 pelo hit “One of Us”, colocou em melodia uma pergunta que todos os mortais já fizeram: e se Deus for um de nós? Agora, ela chega ao Brasil pela primeira vez na carreira. Joan se apresentou em Campinas, em Cuiabá e, nesta terça, 21, é a vez de São Paulo receber a norte-americana que traz, além dos antigos sucessos, a turnê do novo disco Songs of Bob Dylan.

Qual é a expectativa de se apresentar no Brasil pela primeira vez?

Outros músicos e amigos brasileiros que eu conheci morando em Nova York sempre me disseram que, no Brasil, o público é muito caloroso e empolgado, então espero tenhamos momentos incríveis juntos.

Você conhece algum músico brasileiro?

Eu sou amiga da Bebel Gilberto, e ela foi muito legal e gravou comigo um dueto especial para celebrar esses shows da turnê brasileira. Também sou fã de outros músicos, como Caetano Veloso e Milton Nascimento.

Por que o disco Songs of Bob Dylan?

Eu tinha a ideia de um álbum de Dylan guardada por um longo tempo, inspirada por uma coletânea de discos que Ella Fitzgerald lançou na década de 1950 chamada Songbook Series. Cada álbum foca no trabalho de um único compositor ou um grupo de compositores, como Cole Porter ou Duke Ellington. Eu sempre achei que seria interessante fazer minha própria versão, com compositores que eu amo. Então este disco de Bob Dylan é o primeiro de muitos.

Como é, 23 anos depois de ter uma canção de tanto sucesso, como "One of Us", continuar sendo reconhecida por tantas gerações?

Com o passar do tempo, eu fico cada vez mais grata por isso. O mundo tem sido um lugar muito difícil, então fazer música para viver é um privilégio. Minha vida não é livre de luta, complicação ou dor, mas eu viajo pelo mundo cantando para as pessoas e me conectando com elas, às vezes de uma maneira muito profunda. Isso é tudo que um artista pode querer.

Se você conhecesse Deus no ônibus, quais seriam as cinco coisas que você perguntaria a ele?

Cinco coisas? Normalmente me pedem para pensar em apenas uma! Acredito que perguntaria como poderia melhorar para poder cumprir o meu propósito aqui na Terra. Também perguntaria sobre o meu pai, se ele é feliz no lugar para onde vamos quando morremos. Eu poderia, talvez, investigar sobre se existe vida em outros planetas e outras dimensões além da que habitamos... E perguntaria se o motivo de bebês chorarem tanto é porque eles foram recém-separados de Deus.

Muitos artistas se cansam quando uma de suas músicas é muito mais reconhecida do que o resto de seu trabalho. Isso te incomoda?

Na verdade, não. O sucesso de “One of Us” me trouxe muitos novos fãs, que acabaram ouvindo as outras canções e foram aos shows, então eu entendo como uma porta aberta para todas aquelas pessoas passarem. E eu sei que a música tem um significado mais profundo do que muitos hits do pop: se era para ser uma música só, fico feliz que seja uma que é tão particular.

Joan Osborne em São Paulo

Terça, 21 de agosto, às 21h

Theatro Net – Rua Olimpíadas, 360 – Vila Olímpia – São Paulo

Ingressos: A partir de R$ 45, pelo site da Ingresso Rápido