“É um herói”, diz Oliver Stone sobre Edward Snowden

Cineasta elogiou vazamento de informações sigilosas sobre programa de espionagem norte-americano

Rolling Stone EUA Publicado em 17/06/2013, às 13h17 - Atualizado às 14h10

Oliver Stone
AP

Oliver Stone elogiou Edward Snowden, o técnico de segurança que vazou a jornalistas informações sobre o programa norte-americano de espionagem. Durante palestra em Shangai, o cineasta disse que Snowden “é um herói” depois que alguém da plateia abordou o assunto, segundo informou o site da revista The Hollywood Reporter.

Stone também encaminhou boas palavras a Julian Assange, fundador do WikiLeaks, e Bradley Manning, responsável por vazar informações secretas do exército norte-americano, e criticou a administração de Obama por perseguir os responsáveis pela divulgação de conteúdos sigilosos. O diretor de Platoon e Assassinos por Natureza participava de um debate com o título “Como os filmes influenciam a vida real?” com o cineasta de Hong Kong Johnnie To.

O moderador até tentou afastar Stone de assuntos políticos, mas o cineasta teceu comentários ainda sobre a administração Bush, sobre a guerra no Iraque, o imperialismo norte-americano e defendeu filmes que expõem e criticam tal autoridade. Mas Stone também afirmou que a violência tem que ser usada com cuidado e responsabilidade no cinema.

“Filmes que glorificam a guerra dão permissão aos líderes entrarem em guerra”, disse. “Nós criamos o mito e temos que acreditar neles.” Ele apontou que seu recente documentário, The Untold History of the United States, explora mitos relacionados ao país. “Em 2013, nós simplesmente não podemos permitir que exista guerra”, disse. “Sem guerra às drogas, ao terrorismo, à pobreza ou à imigração. Simplesmente não funciona.”