Elton John discursa em conferência internacional sobre a Aids

“Se os Estados Unidos quisessem acabar com a doença no país, fariam isso rapidamente”, disse ele

Redação Publicado em 24/07/2012, às 16h42 - Atualizado às 16h43

Galeria: Elton John
Reprodução / Facebook oficial

O cantor Elton John discursou na última segunda, 23, em uma conferência internacional sobre a Aids que foi realizada em Washington, a capital norte-americana. De acordo com informações da agência France Presse, o evento é o maior encontro do mundo de especialistas no vírus HIV.

Entrevista RS Elton John: em conversa reveladora, o músico fala sobre ser pai, discute o preconceito e recorda as décadas de 70 e 80.

John afirmou que o mundo precisa de mais amor para acabar com a epidemia da doença, que surgiu na década de 80 e já matou cerca de 30 milhões de pessoas no mundo todo. "Precisamos mais do que dinheiro. Precisamos mais do que remédio. Precisamos de amor."

O artista surpreendeu ao relembrar de seus anos de juventude como um adicto em drogas e homossexual em busca de aceitação, criticando a discriminação tão presente ainda hoje. "Há pessoas que olham para os doentes e procuram razões para colocar a culpa nelas”, disse ele, acrescentando que “vergonha e estigma estão matando pessoas em todo o mundo”.

O cantor ainda elogiou os Estados Unidos por sua iniciativa de financiar tratamento de Aids ao redor do mundo, mas criticou o fato de que a capital do país enfrenta um crescimento chocante da doença entre homens negros. “Se este país quisesse acabar com a doença aqui, faria isso rapidamente.”