Eminem diz que vício em medicamentos controlados quase o matou

O rapper afirma que chegou a pensar em cometer suicídio durante os períodos mais sombrios da reabilitação

Bang Showbiz Publicado em 28/06/2013, às 10h37 - Atualizado às 19h39

Eminem
AP

Eminem achou que fosse morrer por conta do vício em medicamentos controlados. O rapper se internou em uma clínica de reabilitação para tratar da dependência e chegou a considerar o suicídio durante seu pior momento. Eminem admitiu que dependência quase o matou.

Em depoimento ao documentário How To Make Money Selling Drugs, ele disse: “Quando eu tomei meu primeiro Vicodin, senti como se tudo não estivesse apenas bem, mas também como se eu não sentisse dor alguma.”

"Eu não sei em que ponto exatamente isso começou a ser um problema. Só lembro que estava gostando mais e mais. Pessoas tentaram me dizer que tinha um problema. Eu dizia: ‘Tire essa pessoa daqui. Eu não acredito que ela disse essa merda para mim. Eu não estou por aí injetando heroína. Eu não estou cheirando cocaína. Eu não estou fumando crack.’”

O rapper contou sobre a vez em que precisou ser levado ao hospital, para a emergência. “Se eu tivesse chegado ao hospital duas horas mais tarde, eu teria morrido. Meus órgãos estavam parando. Meu fígado, rins, tudo. Eles iam ter que me colocar em diálise e não achavam que eu iria aguentar. Seria meu fim.”

Agora que diz estar limpo, ele admite que a desintoxicação foi uma grande luta. “Eu ficava acordado 24 horas por dia durante três semanas seguidas. Digo, sem dormir ou cochilar por um minuto. Eu tive que recuperar as habilidades motoras, as habilidades de fala. Tem sido um processo de aprendizagem, estou crescendo. Eu não podia acreditar que alguém pudesse ser naturalmente feliz sem estar tomando alguma coisa. Agora, eu posso dizer para qualquer um: tudo pode melhorar de verdade.”