Faceapp: febre nas redes, app pode ser perigoso e roubar dados?

Aplicativo fornece edição de fotos com inteligência artificial

Redação Publicado em 16/06/2020, às 09h41

None
Fotos do aplicativo FaceApp (Foto: Divulgação)

O aplicativo FaceApp,editor de fotos com inteligência artificial voltou a viralizar nas redes sociais, desta vez com o recurso de mudança do gênero nas fotos. Diversas funções do aplicativo são disponibilizadas gratuitamente, como a mudança de idade e alguns recursos para mudar a cor do cabelo, expressão facial e adicionar fundos diferentes, mas surgiram alertas sobre os dados fornecidos pelo usuário. 

De acordo com a ABC News, em matéria de 2017, a política de privacidade do app não oferece informações objetivas sobre como os dados compartilhados pelo usuários, inclusive as fotos pessoais, são utilizados pela companhia russa Wireless Lab, desenvolvedora do FaceApp. “Esta é uma política de privacidade padrão, que efetivamente não oferece proteção nenhuma", alertou Stilgherrian, jornalista especializado em tecnologia.

+++ LEIA MAIS: Fãs usam FaceApp para imaginar como seria o Metallica com o baixista Cliff Burton; veja

Desde então, a política de privacidade foi alterada. Segundo a UOL, porém, termos de uso do FaceApp são flexíveis e podem ser interpretados para coletar as fotos usadas nas transformações, histórico de compras dos usuários, modelo do celular, sistema operacional e resolução de tela, dados da navegação online e, caso o acesso seja realizado a partir das redes sociais, até mesmo informações do perfil.

O fundador do FaceApp,Yaroslav Goncharov, contou em nota enviada ao site Tech Crunch, em 2019, que há possibilidade de solicitar a remoção dos dados do aplicativo. É necessário entrar nas configurações do aplicativo, clicar em “Ajuda/Support” e “reportar erro”.


+++ A PLAYLIST DO RUBEL