Pulse

Fall Out Boy é processado por usar fantasias de lhamas

Roupas criadas para "Young And Menace" foram usadas para vender mercadorias

Redação Publicado em 19/03/2019, às 17h08

None
Patrick Stump do Fall Out Boy (Foto: Wesley Allen/I Hate Flash/Divulgação)

Em 2017, o Fall Out Boy lançou o clipe de “Young And Menace”. Nele, pessoas usando fantasias de lhamas são a grande atração. 

As roupas foram criadas pela Furry Puppet Studio Inc. para uso exclusivo no clipe. Mas a banda se animou e usou as roupas também no vídeo “The Last of the Real Ones. E nos palcos de shows. E em premiações. E para aparições na tv, para divulgação de mercadorias da banda, e até para divulgar o EP Llamania.

Diante disso, a companhia que criou os bonecos apresentou um documento de 133 páginas com o qual processa o Fall Out Boy por uso indevido de marca, já que a licença foi feita para “Young And Menace”, e “nada além”.

“O amplo uso das lhamas (que [a produtora] garantiu que eram para ser usadas em um clipe específico) está tão longe do projeto inicial que seria necessária uma onisciência clarividente para imaginar que os contratantes iam, por exemplo, usar os bonecos como marca da banda, usa-los como marca da turnê, e em diversos outros vídeos, e criar um disco com eles[...]”, lê-se no documento.

Os processos movidos são por infração de copyright, quebra de contrato, enriquecimento ilícito, entre outros.

Veja o clipe de “Young and Menace” e conheça as lhamas:

 

Algoritmo da Vida: novo projeto da Rolling Stone Brasil busca sintomas de depressão mas redes sociais para prevenção do suicídio: