"Família NX"

Di apelida público do NX Zero no primeiro show do disco Agora, em SP

Por Artur Tavares Publicado em 24/08/2008, às 14h07 - Atualizado às 20h50

Di e Gee levantam público em show de lançamento do álbum Agora
Stephan Solon / Via Funchal

"Quem aqui tá louco para ver o show do NX Zero?", pergunta uma das produtoras da banda a uma platéia de meninas, que não agüentam mais esperar. Todas elas erguem os braços, aos gritos ensurdecedores. Não são os primeiros. Desde que esperavam na fila, as meninas com uma média de idade de 15 anos não paravam de berrar. A euforia chega ao auge quando o grupo pop sobre ao palco, uma hora e meia depois, atrasados.

O NX Zero fez neste sábado, 23, o show de lançamento do álbum Agora, em São Paulo. A estréia da nova turnê foi também a primeira apresentação solo da banda em uma grande casa de espetáculos paulistana (Via Funchal). O grupo levou convidados e mostrou praticamente todo álbum.

Desde o momento em que o vocalista Di Ferrero entrou no palco, insistiu, a cada música, em agradar seus seguidores, ou melhor, seguidoras: "Este show é um dos melhores que já fizemos. Obrigado, família NX Zero". O sorriso rasgado no rosto arrancava cada vez mais suspiros das fãs, que haviam esgotado os ingressos já uma semana antes.

O quinteto começou a apresentação com um medley de "Segunda Chance" e "Além de Mim". Logo, embalou "Inimigo Invisível". Neste ponto, a banda já tinha conquistado toda a platéia. Durante todo o show, as adolescentes cantaram mais alto que Di e mais estridentes que as guitarras de Gee e Fi.

A banda mostra presença de palco ensaiada e de fôlego: se ajoelha para tocar as guitarras, se abraça, pula. O destaque técnico fica para o baterista Dani, rápido e virtuoso.

A apresentação segue com "Como deveria ser", "Cedo ou Tarde", "Entre Nós Dois" e "A Melhor Parte de Mim". Logo em seguida, o rapper Túlio Dek entra no palco. Repete a participação do álbum Agora, na música "Bem ou Mal". A banda emenda "Tudo Passa", música que está no disco do rapper, com participação de Di.

Neste ponto, pelo menos 10 mocinhas e alguns meninos já haviam sido carregados por integrantes do corpo de bombeiros. Enquanto se apóia nos braços de um segurança, uma fã chora: "Eles são minha vida".

Passando a um clima mais intimista, o NX Zero toca o cover de "Apenas Mais Uma de Amor". A música de Lulu Santos é apresentada em versão acústica, com formas espirais verdes e azuis projetadas no teto. Um coro mais baixo acompanha, quase suspirando. Continuam com "All Good Things", "Daqui pra Frente", "Tudo Bem" e "Pela Última Vez".

Antes de chamar o produtor Rick Bonadio ao palco para tocar teclado em "Cartas pra Você", Di Ferrero postula: "A opinião da revista, dos críticos, não importa", e continua agradecendo à "família NX Zero". Pra coroar o amor, "Razões e Emoções" e uma champagne.