Fernando Meirelles e José Padilha estarão em Rio, Eu Te Amo

Diretores são os primeiros nomes anunciados para o filme carioca da franquia "Cidades do Amor"; o projeto contará com 11 cineastas, três deles brasileiros

Da redação Publicado em 02/10/2009, às 15h51

Fernando Meirelles e José Padilha são os primeiros diretores confirmados em Rio, Eu Te Amo, saga das "Cidades do Amor" criada pelo produtor francês Emmanuel Benbihy.

Os conterrâneos Walter Salles e Daniela Thomas já haviam dirigido um dos capítulos de Paris, Eu Te Amo, primeiro filme da franquia, de 2006. Nova York, Eu Te Amo, a segunda leva de curtas, ganhou estreia brasileira no Festival do Rio. O lançamento mundial ocorre pouco depois: no dia 16 de outubro.

O anúncio foi feito nesta sexta, 2, pela produtora Ever So Close, de Benbihy, e RioFilme, em coletiva durante o festival de cinema.

Eleito nesta mesma sexta para sediar os jogos olímpicos de 2016, o Rio será homenageado por 11 diretores - apenas três brasileiros. Com a confirmação de Meirelles e Padilha, dois cineastas de apelo mundial (são deles, respectivamente, os premiados internacionalmente Cidade de Deus e Tropa de Elite), permanece às escuras o terceiro nome verde-amarelo. Daniela Thomas, que levou ao Festival do Rio Insolação, parceria com Felipe Hirsch, está cotada para a vaga.

Outro anúncio deu conta de três cineastas norte-americanos, ainda sem nomes revelados.

Serão 10 curtas no total - o 11º elemento ficará encarregado de interligar um episódio ao outro. As filmagens devem acontecer entre maio e agosto de 2010, com participação de 30 estrelas internacionais, em 10 pontos diferentes da cidade. O lançamento ficará para 2011 - antes disso, teremos outra dezena de curtas da franquia, dessa vez ambientados em Xangai (China).

O projeto está orçado em R$ 25 milhões, com parte da quantia vinda da RioFilme e da Secretaria de Cultura do Estado. Alguns dos parceiros da empreitada são a produtora Bossa Nova Films e o estilista Oskar Metsavaht, da Osklen, por meio de sua nova empresa de comunicação, a om.art.

A coletiva contou com a presença de Padilha. "Será um prazer participar deste filme e poder mostrar a cidade onde nasci, moro e que amo", disse o cineasta, segundo o portal G1. "Reconheço que também será um desafio, já que nunca fiz um curta na minha carreira. Acabei trilhando o caminho inverso da maioria dos cineastas."