Men at Work é condenado por plágio

Corte federal de Sidney afirma que a banda usou trecho de música infantil australiana em “Down Under”

Da redação Publicado em 06/02/2010, às 10h19

Os australianos do Men at Work foram condenados por plágio nesta semana. A música? O clássico da banda e um dos maiores sucessos dos anos 80: "Down Under". Segundo a Justiça australiana, a música é cópia de uma canção infantil local.

"Kookaburra Sits in the Old Gum Tree", de Marion Sinclair, composta na década de 30, é a música que, segundo a sentença de uma corte federal de Sidney, foi plagiada pelo grupo liderado por Colin Hay. Os direitos da canção de 1934 pertencem à editora Larrikin Music. A "inspiração" é encontrada na melodia da flauta na faixa do Men At Work.

Hay nega qualquer ilegalidade. O cantor admitiu, em comunicado, que foram usados dois trechos de "Kookaburra" em uma parte do arranjo de "Down Under", mas não na faixa inteira. "É verdade que Greg Ham, inconscientemente, citou dois trechos de 'Kookaburra' em seu arranjo de flauta durante shows que fizemos em 1979, e na faixa gravada. Reafirmo que existem apenas dois trechos de 'Kookaburra' em parte do arranjo feito pelo Men at Work, não na composição inteira", disse.

Adam Simpson, o advogado da Larrikin Music, disse que a decisão legal foi "uma grande vitória do lado oprimido." A quantia da compensação que deverá ser paga pelo grupo e pelas gravadoras EMI e Sony BMG ainda não foi definida, mas estima-se que ela possa chegar a 60% do valor que foi gerado pelo sucesso de "Down Under".