Flashback: Beastie Boys toca “Sabotage” pela última vez em todos os tempos

Trio de rap promoveu a performance da faixa em show no festival norte-americano Bonnaroo

ANDY GREENE Publicado em 22/11/2015, às 13h06

O Beastie Boys (Adam Yauch ao centro) no MTV Video Music Awards, em agosto de 2004

Ver Galeria
(3 imagens)

O verão de 2009 deveria ser uma época gloriosa para o Beastie Boys. Um novo álbum deles, Hot Sauce Committee Part 1, estava pronto e com o lançamento agendado para 15 de setembro, e eles marcaram shows em festivais por todo Estados Unidos nos meses seguintes. O trio aqueceu tocando em clubes em Baltimore e Asheville no começo de junho, antes de formalmente dar início à turnê de verão no festival Bonnaroo.

Relembre a carreira de Adam Yauch em fotos.

O set de 24 músicas contou com faixas de toda a carreira deles, indo até “Egg Raid on Mojo”, do EP Polly Wog Stew, de 1982. Muito da apresentação foi voltada aos discos dos anos 1990, Ill Communication, Check Your Head e Hello Nasty, ainda que eles não tenham tocado “No Sleep Till Brooklyn” e “Paul Revere”. Nas apareceu para participar da performance de “Too Many Rappers”, única de Sauce Committee da noite.

O show chegou ao fim com “Sabotage”, a qual Adam Yauch dedicou ao primo Eric Yauch. Eles tiveram alguns problemas ao começar. “Como podem ver, não há fita, não há iPod”, disse Adam Horovitz após o embrolho. “Isto é música ao vivo”. Ninguém na plateia parecia se importar, e mesmo que os fãs do Phish (atração seguinte) estivessem tentando um bom lugar para ver o último show da noite, eles se divertiram bastante.

Relembre como o Beastie Boy mais louco encontrou seu caminho, das ruas de Nova York à busca pela iluminação.

Não muito depois, Yauch explicou o que aconteceu com “Sabotage” em entrevista ao Gothamist. “Temos uma tendência a bagunçar demais, porque só tocamos músico ao vivo lá”, ele disse. “E eu acho que deve ter dado algum problema nos monitores.”

“Há uma parte no meio da música na qual eu venho e faço uma parada de baixo”, acrescentou. “Então Mike vem, e eu acho que ele não conseguia ouvir o que eu estava tocando, porque os monitores dele estavam desligados. Acho que ele entrou errado, contra o que eu estava fazendo, e então tivemos que descobrir um jeito de juntar aquilo.”

15 grandes rebeldes da música internacional

Pouco mais de um mês depois do Bonnaroo, o Beastie Boys anuncia que o álbum e o resto da turnê estavam sendo adiados porque Yauch havia sido diagnosticado com câncer em uma glândula salivar. “Só precisamos de um tempinho para entender isso e depois vamos lançar o disco e fazer uns shows”, disse Yauch em comunicado.

“É uma dor no pescoço (desculpe ter que dizer isso) porque eu estava realmente animado em fazer esses shows”, continuo o músico, no texto divulgado na época dos acontecimentos. “Mas os médicos deixaram claro que esta não é o tipo de coisa que pode ser deixada de lado e lidar com isso depois.”

Inimigos da música: relembre brigas épicas entre artistas

Tragicamente, o câncer era mais sério do que todos imaginavam. O grupo renovou o disco Hot Sauce Committee Part Two e lançou-o em abril de 2011. Adam Yauch morreu cerca de um ano depois. Os Beastie Boys sobreviventes, Adam Horovitz e Mike Diamond, deixaram muito claro que eles nunca irão tocar sem Yauch, o que significa que esta performance de “Sabotage” foi a última do Beastie Boys em todos os tempos.

Assista abaixo.