Fotógrafo faz campanha por boicote a shows do Stone Roses

Ian Tilton afirmou que contrato imposto para quem quiser cobrir a apresentação é injusto

Redação Publicado em 27/06/2012, às 18h15 - Atualizado às 18h15

The Stone Roses
Divulgação

A turnê de reunião do Stone Roses não está sendo das mais tranquilas, principalmente após o baterista Reni abandonar o palco no meio do show e ser xingado por Ian Brown. Mas, pelo menos, pode ser que os ingleses consigam brigar sem o perigo de serem flagrados por câmeras da imprensa. Ian Tilton, conhecido fotógrafo de rock, lançou entre seus colegas uma campanha de boicote aos shows da banda devido a um termo que está sendo proposto aos profissionais, que ele julga ser injusto.

“Esse tipo de contrato pode ser padrão para fotógrafos que são contratados pela banda para cobrirem o show, mas não para profissionais da imprensa”, explicou Tilton ao site Dangerous Minds. O acordo prevê que a banda, e não os fotógrafos, tenha direito sobre as imagens e possa comprá-las pelo preço de 1 libra cada.

Tilton apontou para o valor irrisório e ressaltou a importância de rever as imposições, principalmente para os profissionais que não têm vínculo com nenhum órgão da imprensa e, portanto, não são assalariados.

O fotógrafo se declara fã do Stone Roses e até lançou um livro com fotos clássicas da banda tiradas por ele. Em sua página do Facebook, ele divulgou a causa, incentivando seus colegas a aderirem, e revelou conversa com Murray Chalmers, assessor da banda, que disse não estar disposto a alterar o contrato.

O Stone Roses voltou a tocar em 2012, após 16 anos. A banda tem shows marcados até o fim de agosto, com passagem por diversas cidades da Europa e da Ásia.