Gangue britânica é presa por dar golpe no iTunes e na Amazon

Os criminosos usavam cartões de crédito roubados para comprar as próprias músicas

Rolling Stone EUA Publicado em 30/03/2012, às 14h22 - Atualizado às 15h39

Membros de uma gangue britânica estavam usando cartões de crédito roubados para comprarem as próprias músicas no iTunes e na Amazon, em um golpe para ganharem mais royalties. As informações são da BBC. Cinco pessoas de Kent, Derby, Birmingham e Wolverhampton, na Inglaterra, foram presas, sendo que uma delas foi para uma instituição para menores infratores.

Os líderes do golpe, Craig Anderson e Edwin Road, compraram 24 laptops idênticos, obtiveram milhares de dados de cartões de créditos roubados ou ilegais e recrutaram ajudantes para comprar músicas que subiram para o site para gerar royalties. Isso explorava um sistema em que os músicos recebem royalties diretamente das lojas online, pagando uma taxa ao distribuidor. O golpe foi aplicado entre janeiro de 2008 e junho de 2009, somando cerca de US$ 1,5 milhões de prejuízo para a Amazon e o iTunes. Os membros da gangue usavam músicas de amigos e conhecidos no esquema. Isso resultou em uma pena de dois anos de cadeia para um ex-professor que se declarou culpado das acusações de conspiração.

O grupo foi pego quando o iTunes investigou uma alta de pagamentos de royalties para artistas desconhecidos de Wolverhampton, Inglaterra, em um ritmo mais comumente associado a estrelas da música como Madonna.