Glauber Rocha volta aos cinemas

Vencedor de Cannes em 1969, filme perdido do cineasta é restaurado e estréia em três cidades

Da redação Publicado em 29/05/2008, às 16h37

O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro, reestréia restaurada após mais de três décadas
Divulgação

O filme brasileiro O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro estréia nos cinemas de São Paulo, RJ e Brasília nesta sexta-feira, 30, após trinta e nove anos de ser lançado originalmente, em 1969.

Dirigido por Glauber Rocha, morto em 1981, O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro teve seus negativos originais destruídos em um incêndio em um laboratório em Paris há mais de três décadas, e desde então nunca havia sido relançado. O filme é vencedor do prêmio de melhor direção no Festival de Cannes em 1969.

Uma cópia foi restaurada, e após a estréia nos cinemas, O Dragão da Maldade irá integrar uma caixa de DVDs do cineasta, que ainda incluirá Terra em Transe, A Idade da Terra e Barravento. Estes três longas também foram restaurados. Além disso, o box ainda apresenta quatro documentários, um para cada um dos filmes presentes.

O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro é uma espécie de continuação de um dos maiores clássicos de Glauber Rocha, Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964). O filme que estréia nesta sexta mais uma vez traz Antônio das Mortes no papel principal. Desta vez, o matador de cangaceiros precisa dar fim em um homem que se diz a reencarnação de Lampião.