HBO defende cenas de sexo e violência em Game of Thrones

Presidente de programação garantiu que não há nada sem propósito

Redação Publicado em 24/08/2014, às 10h05 - Atualizado às 13h15

Game of Thrones
Reprodução

O texto abaixo contém spoilers sobre a quarta temporada de Game of Thrones

Michael Lombardo, presidente de programação da HBO, defendeu as cenas de sexo e violência exibidas em Game of Thrones.

Dez espadas famosas de filmes, games e séries.

“Não acho que as cenas tenham sido feitas sem propósito”, disse ele em entrevista ao The Guardian. “Dan [Weiss] e Dave [Benioff] são dois homens sérios e atenciosos. Eles têm os livros como mapa. E eles envolvem guerra, violência e sexo. Nós certamente não demos para eles um recado ou um decreto dizendo que eles precisam diminuir o conteúdo sexual do programa."

Veja 20 símbolos sexuais do universo nerd.

Durante a entrevista, Lombardo também contou sobre uma cena polêmica exibida no quarto episódio da quarta temporada, em que Cersei é estuprada pelo irmão, Jaime.

Veja 10 personagens coadjuvantes que mereciam a sua própria série.

"Eu entendo que houve controvérsia e que isso gerou um debate sobre o que é sexo consensual e o que não é”, comentou. “Os diretores de programação têm duas responsabilidades: Ponderar as coisas e não exibir sexo e violência gratuitamente. Isso com certeza não é o que fazemos. E ao mesmo tempo, nós não queremos ser censores que inibem o autêntico processo criativo orgânico policiando quantos peitos devem aparecer ou não em um programa."