Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Diagnóstico

Henry Winkler conta que leituras de Dias Felizes eram humilhantes; entenda

No auge da minha fama e sucesso, me senti envergonhado, inadequado,’ escreveu em seu livro de memórias

Henry Winkler (Foto: Rodin Eckenroth/Getty Images)
Henry Winkler (Foto: Rodin Eckenroth/Getty Images)

Henry Winkler, conhecido por Barry (2018), se abriu sobre sua experiência Being Henry: The Fonz…and Beyond (2023) em um clássico das comédias, Dias Felizes (1974). O ator ainda não havia sido diagnosticado com dislexia e tinha dificuldade nas leituras da série. 

“Mesmo em meio aos 'Dias Felizes', no auge da minha fama e sucesso, me senti envergonhado, inadequado”, escreveu ele. “Todas as segundas-feiras, às 10 horas, fazíamos uma leitura de mesa do roteiro daquela semana, e a cada leitura eu perdia o lugar ou tropeçava. Eu deixaria uma palavra de fora, uma frase de fora. Eu estava constantemente falhando em dar a deixa certa, o que estragaria a piada para a pessoa que estava fazendo a cena comigo. Ou eu estaria olhando para uma palavra, como ‘invencível’, e não teria a menor ideia de como pronunciá-la ou até mesmo pronunciá-la.”

+++LEIA MAIS: Barry abraça insanidade na 4ª temporada - e mostra que é uma das melhores séries [REVIEW]

Ele continua: “Meu cérebro e eu estávamos em códigos postais diferentes. Enquanto isso, os outros atores ficavam esperando, olhando para mim: era humilhante e vergonhoso. Todos no elenco foram calorosos e me apoiaram, mas eu constantemente sentia que os estava decepcionando. Tive que pedir meus roteiros bem cedo, para poder lê-los repetidas vezes – o que colocou uma pressão extra sobre os roteiristas, que já estavam sob pressão todas as semanas, tendo que preparar 24 roteiros em rápida sucessão. Tudo isso no auge da minha fama e sucesso, enquanto eu interpretava o cara mais legal do mundo.”

O ator percebeu que poderia ter dislexia quando seu enteado foi diagnosticado. “Toda a miséria pela qual passei foi em vão”, escreveu ele em seu livro. “Todos os gritos, todas as humilhações, todas as discussões aos gritos em minha casa enquanto eu crescia - por nada…. Foi genético! Não foi do jeito que decidi ser! E então passei de sentir uma raiva enorme a lutar contra ela.”

+++LEIA MAIS: Barry: Teaser confima que 4ª temporada será a última; assista