Jennifer Lawrence quebra silêncio sobre vazamento de fotos íntimas: “É uma violação sexual”

“O fato de eu ser atriz não significa que pedi por isso”, disse ela à Vanity Fair

Redação Publicado em 07/10/2014, às 16h10 - Atualizado às 16h51

Jennifer Lawrence no tapete vermelho
Eric Charbonneau/AP

Jennifer Lawrence falou, pela primeira vez, sobre o vazamento de fotos dela nua que aconteceu no final de agosto. Em entrevista à revista Vanity Fair, a atriz disse que inicialmente ficou assustada e com medo de que o roubo das imagens afetasse negativamente a carreira dela.

Veja os novos pôsteres de Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1.

“Comecei a escrever um pedido de desculpas, mas não tenho motivos para pedir desculpas. Eu estava em um relacionamento amoroso, longo e saudável há quatro anos. A distância entre nós era longa, então ou seu namorado vai ver pornografia ou ele vai ver você.”

Relembre alguns dos beijos mais emblemáticos na história do cinema.

A atriz afirmou que só porque é atriz, não quer dizer que “pediu” para ter fotos vazadas. “O corpo é meu e deveria ser minha a escolha. E o fato de não ser minha escolha é completamente nojento. Nem acredito que vivemos neste tipo de mundo.”

Por fim, a atriz afirmou que o hackeamento das imagens é um crime. “Não é um escândalo. É um crime sexual, uma violação sexual. É nojento. As leis precisam ser alteradas e precisamos de mudança. Por isso, os sites precisam ser responsabilizados pelo que publicam. Quando alguém é sexualmente explorado, a primeira coisa que passa pela mente das pessoas é lucrar em cima disso.”