Jerry Heller, ex-empresário do N.W.A, morre aos 75 anos

Ele foi uma figura histórica da indústria musical e cofundador da Ruthless Records ao lado de Eazy-E

Rolling Stone EUA Publicado em 05/09/2016, às 12h20 - Atualizado às 20h01

Jerry Heller
Jim Cooper/AP

Jerry Heller, o empresário musical da velha guarda que ajudou a lançar a carreira do N.W.A e o movimento gansta rap, morreu na última sexta, 2. Ele tinha 75 anos. De acordo com o site TMZ, Heller passou mal enquanto dirigia, na Califórnia, bateu a minivan que guiava e sofreu ferimentos sérios.

Heller iniciou a carreira na indústria musical como um agente e promoter, trabalhando com artistas como Creedence Clearwater Revival, Marvin Gaye, The Who e Black Sabbath nos anos de 1960 e 1970.

Na metade da década de 1980, com a popularidade do hip-hop crescendo, Heller cofundou a Ruthless Records com Eazy-E; o rapper de Compton supostamente pagou Alonzo Williams, do World Class Wreckin’ Cry, outro grupo assinado por Heller que contava com Dr. Dre, para ser apresentado ao empresário.

O N.W.A foi formado em 1986 com Eazy-E e Dre unindo-se a Ice Cube. do C.I.A.; um ano depois, em 1987, Ruthless lançou o primeiro single do supergrupo, “Panic Zone”. Até o lançamento de Straight Outta Compton, em 1998, MC Ren e DJ Yella se juntariam ao N.W.A, que foi introduzido ao Hall da Fama do Rock em 2015.

“De Deus nós viemos e para Deus nós retornamos”, disse MC Ren à Rolling Stone EUA após a morte de Heller.

Além do N.W.A, Ruthless também já foi a casa de artistas como J.J. Fad, Bone Thugs-N-Harmony, The D.O.C., Michel’le, Jimmy Z e outros.

Heller atuou como o empresário do N.W.A por quarto anos, apesar de o grupo ter começado a se desintegrar em 1989, depois da saída de Ice Cube (devido a uma disputa sobre royalties com Heller que inspirou a pesada e crítica “No Vaseline”). Até 1991, Dr. Dre trocaria a Ruthless pela Death Row e cutucaria Heller no vídeo da sua “Dre Day”. Entretanto, a parceria entre Heller e Eazy-E continuou até a morte do rapper em 1995.

Após o lançamento de Straight Outta Compton, o filme biográfico do N.W.A que retratou Heller – interpretado por Paul Giamatti – de maneira negativa, o ex-empresário entrou com um processo de US$ 110 milhões por difamação contra os produtores do filme, incluindo Dr. Dre e Ice Cube. Porém, a maior parte do processo de Heller foi julgada improcedente em junho deste ano.

Em 2006, Heller lançou Ruthless: A Memoir para contar seu lado da história e comentar certas acusações que ele afirmava serem falsas.