J.K. Rowling envia carta “assinada” por Dumbledore a fã que perdeu a família em massacre

Cassidy Stay comoveu a autora ao citar uma frase do livro Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

Redação Publicado em 10/08/2014, às 12h13 - Atualizado em 11/08/2014, às 12h10

Alvo Dumbledore (Michael Gambon)
Divulgação

Comovida com a história de uma fã da série de livros Harry Potter, que perdeu a família em um massacre, no Texas, Estados Unidos, a autora J.K. Rowling decidiu “ressuscitar” o bruxo Alvo Dumbledore, diretor da Escola de Magia e Bruxaria Hogwarts, e enviar uma carta escrita de próprio punho.

Dez objetos mágicos que fãs de Harry Potter adorariam que fossem reais.

Cassidy Stay, de 15 anos, perdeu os pais e os irmãos quando um homem invadiu a casa em que eles moravam, na cidade de Houston, e assassinou a todos, menos a garota. No funeral, Cassidy citou uma frase dita por Dumbledore no livro Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, o terceiro da série: “A felicidade pode ser encontrada até nos tempos mais escuros se alguém se lembrar de acender a luz.”

J.K. Rowling lança conto com Harry Potter na Copa do Mundo de Quadribol.

O conteúdo do texto não foi revelado, mas, de acordo com o site britânico The Telegraph, a carta foi escrita com uma tinta roxa. Rowling também enviou para a garota três presentes: uma varinha, uma das famosas cartas de admissão de Hogwarts e uma cópia autografada de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban.