John Paul Jones trabalha em ópera e pode frustrar reunião do Led Zeppelin

“2014 está cheio de ópera para mim”, disse o baixista quando questionado sobre a possibilidade de um retorno aos palcos com os ex-parceiros

Redação Publicado em 10/06/2013, às 11h35 - Atualizado às 19h00

John Paul Jones diz que Them Crooked Vultures vai gravar segundo disco em 2010
AP

Uma ópera pode frustrar planos de quem imaginava ver o Led Zeppelin reunido em 2014. O baixista John Paul Jones afirmou que no ano que vem estará ocupado com o trabalho em uma ópera, o que o distanciaria de possíveis ensaios e apresentações com seus ex-colegas de banda.

Qual será a próxima banda a se reunir? Conheça as chances de 14 grupos, de Led Zeppelin a ABBA.

“2014 está cheio de ópera para mim”, respondeu ao ser questionado pelo Red Carpet News TV sobre uma possível reunião no ano que vem (veja a entrevista abaixo). Robert Plant recentemente indicou que estaria disposto a voltar ao palco com os colegas nos ano que vem. “Eu não tenho planos para 2014”, disse no início do ano.

“Ópera é diferente de tudo”, afirmou Jones. “É emoção, é paixão, estou escrevendo uma ópera no momento e tenho que dizer isto.” O baixista afirmou que está ainda no primeiro ato de uma adaptação da obra The Ghost Sonata (1908), do compositor sueco August Strindberg.

Na capa da edição de janeiro, Jimmy Page avalia a trajetória épica da banda com final repentino e trágico – e a sombra que isso ainda projeta sobre a vida dele.

Desde que o Led Zeppelin se separou, Jones acumulou projetos e colaborações com gente como REM, Foo Fighters, Lenny Kravitz, Brian Eno, entre outros. Ele não pretende se ausentar completamente dos palcos, mas afirmou que faria apenas "pequenas apresentações" para as quais não precisaria se preparar muito.