Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / EITA!

Jonathan Majors é acusado de abuso físico e emocional por mais duas mulheres

Alegações estão ligadas a acontecimentos de até uma década atrás, ator foi considerado culpado de violência doméstico em processo movido por ex-namorada

Jonathan Majors (Foto: Derek White/Getty Images)
Jonathan Majors (Foto: Derek White/Getty Images)

Dois meses após a condenação de Jonathan Majors por violência doméstica, mais duas mulheres se apresentaram para denunciar o ator. Emma Duncan e Maura Hooper, falaram com o The New York Times e alegaram que o ex-astro da Marvel abusou física e/ou emocionalmente durante os relacionamentos que tiveram com o famoso.

Duncan alega que em várias ocasiões Majors ameaçou matá-la e, em um suposto incidente em 2016, ele supostamente sufocou Duncan e, mais tarde naquele ano, o ator a teria jogado no chão durante uma briga. Todas as acusações foram negadas por ele.

+++LEIA MAIS: Jonathan Majors fala sobre condenação e afirma que ‘nunca bateu em uma mulher’

Os relatos de Duncan e Hooper haviam sido mencionados pela primeira vez pela Rolling Stone EUA em junho de 2023. As duas, no entanto, se recusaram a comentar o artigo. Na publicação, mais de uma dúzia de fontes — que são amigas das mulheres ou estiveram presentes durante a sua relação — corroboraram de forma independente detalhes do alegado abuso. 

“Era sabido que ele era [um bom ator] e que também aterrorizava as pessoas com quem namorou”, disse uma das fontes à Rolling Stone EUA. Majors foi condenado no mês de dezembro por agressão imprudente em terceiro grau e violação de assédio decorrente de sua prisão em março de 2023, onde ele supostamente atacou sua então namorada Grace Jabbari depois que ela o viu receber uma mensagem romântica de outra mulher. Ele foi absolvido das duas acusações mais graves, agressão intencional e assédio agravado.

+++LEIA MAIS: Jonathan Majors não deve cumprir 'tempo significante' na prisão, diz advogado