Morre José Saramago

Escritor português tinha 87 anos e sofria de leucemia crônica

Da redação Publicado em 18/06/2010, às 11h10

José Saramago morreu aos 87 anos
AP

O escritor português José Saramago morreu nesta sexta-feira, 18, às 8h (horário de Brasília) devido a complicações decorrentes de uma leucemia crônica. Saramago estava em casa, em Lanzarote, nas Ilhas Canárias, acompanhado por sua mulher e tradutora, Pilar del Río. As informações foram dadas pela família do autor à agência de notícias Efe.

Considerado responsável pelo reconhecimento internacional da prosa em português, Saramago foi o primeiro autor de língua portuguesa a levar o prêmio Nobel de Literatura, em 1998. Também ganhou o prêmio Camões, em 1995, considerado uma das honrarias literárias mais importantes da língua portuguesa.

Saramago nasceu em 16 de novembro de 1922 (embora no registro oficial conste o dia 18), em Azinhaga, em Portugal. Começou a trabalhar com literatura em 1947, quando publicou o romance Terra do Pecado. Também trabalhou como crítico literário em revistas e, em 1975, tornou-se diretor do jornal Diário de Notícias.

Saramago alcançou o sucesso em 1980, com Levantando do Chão, reconhecido como seu primeiro grande romance. Em 1991, publicou O Evangelho Segundo Jesus Cristo, livro censurado pelo governo português, levando o escritor a se exilar em Lanzarote, onde viveu até hoje (as Ilhas Canárias ficam na costa africana, mas pertencem à Espanha). Suas obras - que já foram traduzidas para mais de vinte línguas - ficaram marcadas por um estilo não convencional, com frases e períodos longos, e temas sobre vida, morte, existência e crítica à sociedade moderna.

Entre seus principais romances estão O Ano da Morte de Ricardo Reis (1984), A Jangada de Pedra (1986), Ensaio sobre a Cegueira (1995) , A Caverna (2000), O Homem Duplicado (2002), Ensaio Sobre a Lucidez (2004) e As Intermitências da Morte (2005). Ensaio Sobre a Cegueira foi adaptado para o cinema pelo diretor Fernando Meirelles (Cidade de Deus, O Jardineiro Fiel) em 2008. Saramago também escreveu peças teatrais, contos, poemas e crônicas. Seu último livro publicado foi o romance Caim, lançado em 2009.