Kyuss Lives! desiste de briga judicial e decide mudar de nome

“Estamos exaustos”, revelou o baterista Brant Bjork, que lutava na justiça para manter o título do grupo

Lucas Reginato, de Brasília Publicado em 09/09/2012, às 11h36

Kyuss Lives
Divulgação

Há algum tempo se arrasta pela justiça uma briga judicial entre os membros do Kyuss, que deixou de existir em 1995, pelo nome da banda. Em 2011, o baterista Brant Bjork e o vocalista John Garcia voltaram a se apresentar sob o título de Kyuss Lives!, mas a decisão desagradou os ex-colegas Josh Homme e Scott Reeder, que parecem ter vencido a disputa.

“Estamos exaustos com esta batalha judicial e estamos prestes a mudar de nome”, revelou o baterista Brant Bjork durante sua passagem pelo Brasil, para tocar no Festival Porão do Rock, e afirmou que os gastos excessivos com o processo legal incentivaram a decisão.

Não há, no entanto, previsão para que a mudança se concretize. “Ainda não sei quando vai acontecer, mas será em breve”, revelou Bjork. Uma forte possibilidade é que o novo batismo aconteça com o lançamento do primeiro álbum do conjunto nesta nova fase, que com a alteração de nome deve lançar também uma nova roupagem musical da banda.

“Kyuss para nós é uma coisa bem específica, e se não podermos ser Kyuss, então não seremos”, resumiu o baterista, que afirmou que os músicos já estão em processo de gravação do novo álbum, que deverá ser lançado já no primeiro semestre do ano que vem. “É triste por um lado, mas bom por outro. Vamos começar uma nova banda.”