Leonardo DiCaprio viverá esquizofrênico com 24 personalidades em novo drama

Billy Milligan, que morreu em dezembro de 2014, foi a primeira pessoa a usar transtorno de personalidade múltipla como defesa nos tribunais

Redação Publicado em 02/03/2015, às 16h28 - Atualizado em 03/03/2015, às 01h14

Leonardo DiCaprio
AP

Um homem que roubou e estuprou três mulheres nos Estados Unidos, durante os anos 1970, e foi inocentando após um longo julgamento, será interpretado por Leonardo DiCaprio no filme The Crowded Room, publicou o site da revista The Hollywood Reporter.

Robert De Niro e Leonardo DiCaprio finalmente se encontram em filme de Martin Scorsese.

O papel estaria na mira do astro há 20 anos e ele também será um dos produtores do longa-metragem. O filme é uma adaptação do livro The Minds of Billy Milligan, de 1981, do autor Daniel Keyes, que retrata a história de Billy Milligan, o personagem em questão.

Leonardo DiCaprio desiste de estrelar cinebiografia de Steve Jobs.

Diretores renomados como James Cameron (Titanic e Avatar) já teriam manifestado interesse no projeto.

Milligan, que morreu em dezembro de 2014, ficou famoso por ter se tornado a primeira pessoa a alegar defesa de um crime por transtorno de personalidade múltipla com sucesso.

Dez grandes parcerias entre diretores e atores.

Ele roubou e violentou três mulheres no campus da Universidade de Ohio e alegou insanidade. Os advogados de defesa afirmaram que dois caráteres de Milligan cometeram o ato sem consentimento do próprio.

O Lobo de Wall Street e Frozen lideram lista dos filmes mais pirateados em 2014.

O criminoso teria 24 personalidades diferentes, entre elas a de Adalana, uma lésbica que ficou com a responsabilidade pelos estupros, e a de Ragen, um comunista iugoslavo que admitiu o roubo.

No momento, DiCaprio está gravando The Revenant, filme previsto para 2016 do diretor mexicano Alejandro Iñarritu, vencedor do Oscar 2015 na categoria Melhor Diretor por Birdman Ou (a Inesperada Virtude da Ignorância).