Lily Allen: "Definitivamente considero deixar a música"

Cantora diz a jornal inglês que pretende lançar "um novo negócio" assim que terminar a turnê do disco It's Not Me, It's You

Da redação Publicado em 28/05/2009, às 15h32

Lily Allen cogita abandonar a indústria da música, informou nesta quinta, 2, o jornal inglês London Lite. A aposentadoria precoce aconteceria após a série de shows para divulgar seu segundo e mais recente álbum, It's Not Me, It's You.

"Depois deste disco e quando encerrar minha turnê, tenho um negócio todo novo que estou preparando, mas ainda não posso revelar o que é. Definitivamente, considero deixar a música", disse a cantora inglesa.

Blefe ou não, Allen já manifestou em público a vontade de abrir "uma loja de roupas chiques" em parceria com Jaime Winstone, atriz inglesa e noiva de seu irmão.

Outra possibilidade apontada pela imprensa internacional seria carreira em TV e cinema. A mãe da artista, Alison, produz filmes; o pai, Keith, é ator. E novata na área ela não é: em 2008, apresentou uma temporada na BBC do programa de entrevistas Lily Allen And Friends. Já recebeu, para bate-papo, convidados como o ator Cuba Gooding Jr. - para dar uma canja, bandas como Guillemots, The Futureheads, a cantora Adele e o músico e multi-instrumentista Mark Ronson (que se comprometeu, recentemente, a ir ao resgate de Amy Winehouse). Durante o programa, a (ainda) cantora apresentava também "o herói YouTube do dia" e uma banda pinçada no MySpace.