Lita Ford critica filme sobre The Runaways

Ex-guitarrista da banda achou "nojenta" a oferta feita por agente de Joan Jett para comprar os direitos sobre sua "história de vida"

Da redação Publicado em 08/07/2009, às 19h42

Em entrevista ao site da Rolling Stone EUA, Lita Ford, ex-guitarrista do The Runaways, criticou a produção da cinebiografia sobre a banda. Prestes a lançar Wicked Wonderland, primeiro álbum de estúdio desde 1995, Ford contou que não irá se envolver com o longa.

"Só quero que as pessoas saibam que não tenho nada a ver com o esse filme", disse. "O agente de Joan [Jett] ofereceu alguns milhares de dólares para comprar os direitos sobre minha história de vida. Achei isso nojento - nunca respondi de volta."

Apesar de não ter problemas pessoais com Joan Jett, Ford apontou o agente como o responsável por uma "guerra" entra as duas, o que viria acontecendo desde 1985. "Até agora, mantive a boca calada e não sei como alguém como ele passa tanto tempo tentando destruir a carreira de outra pessoa", explicou. "Joan e eu não fizemos nada para machucar uma a outra. Sempre amei Joan. Não sei qual é o problema dele."

O filme está previsto para chegar aos cinemas em 2010, com direção de Flora Sigismondi. As gravações estão em andamento em Los Angeles - o elenco tem Kristen Stewart como Jett, Dakota Fanning na pele da vocalista Cherie Currie (recententemente, foram divulgadas fotos da atriz no papel), Stella Maeve como a baterista Sandy West, Alia Shawkat como uma baixista ficcional chamada Robin e Scout Taylor-Compton interpretando Ford.

Novo disco

Há alguns meses, Lita Ford deu fim ao hiato musical e começou a produção de seu novo disco. Previsto para chegar em 15 de setembro, sob o selo de sua própria gravadora, JLRG Entertainment, o álbum será "extremamente pesado, sexual". "Eu diria que é o meu melhor trabalho até agora. Quando ouvir os vocais e a guitarra principal, você saberá que é Lita", afirmou. "Mas, ao mesmo tempo, é diferente, porque é muito pesado."

Para a roqueira, a melhor faixa de Wicked Wonderland se chama "Sacred", "pois foi escrita por meu marido [Jim Gillette, ex-vocalista da banda Nitro]". Gillette, inclusive, coproduziu o disco ao lado de Greg Hampton.

Lita também poderá ser ouvida no game Brütal Legend. A artista emprestou a voz para uma personagem do jogo que traz as vozes de Jack Black, Lemmy Kilmister, do Motörhead, e Rob Halford, do Judas Priest.