Lollapalooza 2013: Passion Pit atrai público com música pop e dançante

Grupo do vocalista Michael Angelakos disputou o horário com deadmau5

Paulo Terron Publicado em 29/03/2013, às 21h53 - Atualizado em 02/04/2013, às 19h33

O Passion Pit voltou ao Brasil, desta vez encerrando a programação do palco Alternativo.

Ver Galeria
(7 imagens)

Logo depois de um show tão estranho quanto o que o Flaming Lips fez no palco Cidade Jardim, no Lollapalooza Brasil, nesta sexta, 29, em São Paulo, não foi difícil soar pop. Então o Passion Pit não teve problemas para conquistar quem passava pelo palco Alternativo com melodias alegres e dançantes.

Lollapalooza 2013: leia entrevistas com alguns dos principais artistas internacionais do festival.

A banda norte-americana começou a apresentação pontualmente às 20h, com “I’ll Be Alright”, do álbum Gossamer (2012), o segundo dela. O vocalista Michael Angelakos dançou sem parar durante os 65 minutos, mas é justo dizer que para ele foi mais fácil, já que não tinha de lidar com as grandes poças de lama que atrapalhavam os fãs. Já o vento frio e direto não pareceu abalar o falsete impressionante do cantor.

E não foi só no som que a banda tentou ser pop, mas também na atitude: antes de “Take a Walk”, Angelakos pediu para o público erguer as mãos e mantê-las no alto, no melhor estilo “tira o pé do chão”. Funcionou.

Em “Cry Like a Ghost”, os músicos assumiram uma peculiar formação com três sintetizadores, bateria e voz – e, ainda assim, não passaram nem perto de assustar a plateia (e muito menos de perder parte dela para deadmau5, que tocava ao mesmo tempo, no Palco Butantã).

Quando uma chuva fraca se tornou constante, o grupo já estava prestes a anunciar o fim do show, alguns minutos antes da hora inicialmente programada, 21h15. A saideira veio com “Little Secrets”, terceiro single de Manners (2009), disco de estreia do Passion Pit. Ficou a promessa do vocalista: "Voltaremos logo!".