Lollapalooza 2018: Plutão Já Foi Planeta recruta Rashid para show sob sol forte

Banda potiguar tocou no palco Axe e apresentou pela segunda vez ao vivo a música nova, “Estrondo”

Lucas Brêda Publicado em 23/03/2018, às 16h28 - Atualizado em 24/03/2018, às 17h33

Plutão Já Foi Planeta no Lollapalooza 2018
Mila Maluhy e M Rossi/Divulgação

“Tá quente aí?” A pergunta da vocalista Natalia Noronha tirou um sorriso do rosto da plateia no show do Plutão Já Foi Planeta. A banda potiguar abriu o palco Axe no Lollapalooza 2018 sob o sol do meio-dia e reuniu fãs e curiosos que ainda chegavam ao Autódromo e se multiplicavam durante a apresentação. “A gente sabe que tem um monte de gente aqui que veio ver outras bandas, mas aí acaba conhecendo”, disse o guitarrista da banda, Sapulha Campos, em entrevista após o show.

O setlist foi uma mescla de canções do primeiro álbum, pré-fama, da banda, Daqui Pra Lá (2014), com o mais recente disco, A Última Palavra Feche Porta, que saiu no ano passado. Teve espaço também para uma nova, a recém-lançada “Estrondo”, tocada apenas pela segunda vez ao vivo (a primeira foi na última quinta, 22, na abertura para o Imagine Dragons, no Rio de Janeiro). “Ainda estamos nos acostumando com a música nova, mas hoje já funcionou”, comentou Natalia.

Teve ainda coro em “Viagem Perdida”, uma bola gigante no meio do público e até a participação do rapper Rashid em “Insone”. A música originalmente é uma parceria do PJFP com Liniker, mas o MC deu nova vida à canção e ainda citou que Marielle Franco está “presente” em suas rimas. A apresentação acabou com um público de quase o dobro maior do que no início — feito importante para quem se apresenta tão cedo em um festival como o Lollapalooza.

Acompanhe a cobertura do Lollapalooza 2018 pelas nossas redes sociais: estamos no Twitter (@rollingstonebr), Facebook (/rollingstonebrasil) e Instagram (@rollingstonebrasil), com resenhas e fotos e stories dos melhores momentos dos shows.

Leia também