Lorde recusou oportunidade de abrir os shows da turnê de Katy Perry

“Eu sou muito teimosa e realmente gostaria de ser independente”, disse a neozelandesa

Redação Publicado em 14/03/2014, às 11h01 - Atualizado às 11h44

Lorde
Evan Agostini/AP

Lorde ainda tem 17 anos, mas tem mais personalidade do que muita cantora pop que vemos por aí, com anos de estrada. A cantora neozelandesa, cujo disco Pure Heroine se tornou hit graças à força da música “Royals”, revelou à rádio australiana Kiis 1065, segundo o site do semanário musical britânico NME, que não aceitou fazer os shows de abertura da turnê de Katy Perry para focar em angariar os próprios fãs.

Entrevista: sarcástica, Lorde fala sobre fama, escola e tédio.

“Bem no início da carreira de um artista é importante que ele se estabeleça por si próprio”, disse Lorde. “Eu sou muito teimosa e realmente gostaria de ser independente. Então, prefiro fazer meus próprios shows em vez de aquecer o público para outra pessoa. O que, para mim, é justo.”

A cantora, contudo, não revela quando o convite foi feito, se foi antes de “Royals” se tornar um grande sucesso. A faixa ganhou o Grammy de Canção do Ano e Melhor Performance Pop. Com os gramofones, Lorde se tornou a terceira artista mais jovem a ganhar um prêmio na cerimônia.

Conheça Lorde, a adolescente neozelandesa que joga a verdade na cara do pop descartável.

“Royals” também tem sido alvo covers inusitados, como de Krist Novoselic, ex-baixista do Nirvana, que tocou a música em uma sanfona, ou de Bruce Springsteen e a sua E Street Band. Assista aos dois abaixo.

Lorde atualmente está em turnê com o disco Pure Heroine, que recentemente ultrapassou a marca de um milhão de cópias vendidas. Ela, inclusive, passará pelo Brasil, como um dos destaques pop do festival Lollapalooza 2014. A neozelandesa toca no sábado, 5 de abril, às 18h30.

Lollapalooza 2014 define os horários dos shows. Veja a escalação completa.

Krist Novoselic toca “Royals” com uma sanfona:

)

Agora, a versão de Bruce Springsteen e a E Street Band: