Loreena McKennitt faz shows no Brasil

Cantora canadense de música celta se apresenta nesta semana no Rio de Janeiro e em São Paulo

Paulo Cavalcanti Publicado em 28/10/2013, às 14h18 - Atualizado às 15h48

Loreena McKennitt
Divulgação

A cantora e instrumentista Loreena McKennitt está no Brasil. Ela já passou por Porto Alegre no último domingo, 27, e nesta terça, 29, é a vez de ela cantar no Rio de Janeiro (Citibank Hall). No dia 31, Loreena se apresenta em São Paulo (Credicard Hall). Nascida em Manitoba, no Canadá, Loreena junta em seu som elementos de música celta, folk, pop e um pouco de new age. Ela vai dar um geral na carreira, que começou na metade dos anos 80 com o álbum Elemental. Loreena também interpreta faixas de álbuns como Parallel Dreams, The Visit, The Mask And Mirror, The Book Of Secrets e outros. Dentre as músicas esperadas pelos fãs estão “The Mummers' Dance”, Dante's Prayer”, “The Lady of Shalott” e “All Souls Night”.

A cantora diz que está surpresa com o interesse que sua música desperta no Brasil e explica a razão de ter demorado tanto para vir para ao nosso país: “Antes da internet, eu talvez nunca pensasse que poderia me apresentar no Brasil”, fala. "Mas, quando comecei a receber e-mails e ver as diversas manifestações em fóruns, notei que existia um grande demanda por parte dos fãs brasileiros. Por isto estou aqui, e muito entusiasmada de visitar o pais.”.

Loreena fala um pouco sobre as raízes da música com a qual se identifica: “Eu comecei a ouvir música celta em Winnipeg, no final dos anos 70. Os canadenses trazem muita influência deste tipo de música através dos imigrantes irlandeses – eu mesma sou descendente de irlandeses. Para mim, é uma música que traz várias emoções e atinge sentimentos básicos. Quero dizer, é um tipo de música com estrutura muita antiga, que remonta a coisas tradicionais e fora do cotidiano. Mais do que isso, é um som para sonhar e entrar em outro tipo de mundo. Eu estudo música celta, literatura antiga, cultura medieval. É um fonte que nunca se esgota. Eu fui influenciada por muita gente e as agradeço e se eu inspiro as pessoas (a gostar de música celta), isso é muito bom”.

O mais recente álbum de Loreena se chama Troubadours On The Rhine, que foi lançado no passado. A cantora explica o conceito do trabalho: “Os discos ao vivo são sempre interessantes para mim. Troubadours... foi gravado na Alemanha, em estúdio de rádio, para um plateia de convidados. É um disco bem íntimo em que eu puder passar um calor extra a canções conhecidas”, completa.