Lula, o Filho do Brasil tem 220 mil espectadores em três dias

Cinebiografia de Lula tem desempenho bom no fim de semana de estreia, mas não surpreendente: Se Eu Fosse Você 2 conseguiu mais do que o dobro de espectadores em sua abertura

Da redação Publicado em 05/01/2010, às 11h12

Lula, o Filho do Brasil, cinebiografia de Fábio Barreto para o presidente do país, levou cerca de 220 mil pessoas às salas de cinema de sexta, dia 1º, quando estreou, a domingo, 3.

O filme entrou em 354 salas do país, o que nos leva à média de quase 622 espectadores por sala.

Lula, o Filho do Brasil obteve resultado bem abaixo daquele conseguido por Avatar já em sua terceira semana no circuito: no mesmo período, a megaprodução em 3D de James Cameron fechou os três dias com público em torno de 600 mil, informou o jornal Folha de S. Paulo.

Ao contrário da popularidade de Lula, o desempenho de sua cinebiografia nas bilheterias, apesar de acima da média para o cinema brasileiro, não chegou a surpreender. Se Eu Fosse Você 2, por exemplo, atraiu 570 mil no primeiro final de semana em cartaz, ano passado. A comparação é válida: o filme de Daniel Filho, igualmente estrelado por Glória Pires e recordista em público no Brasil, também estreou na primeira sexta-feira do ano, com 330 cópias. Tirou o recorde de Carandiru, que, em 2003, teve público de 468 mil na abertura.

Fábio Barreto, diretor de Lula, o Filho do Brasil, permanece internado na UTI do hospital Copa D'Or, no Rio de Janeiro. O cineasta, filho de Luiz Carlos Barreto e irmão de Bruno Barreto, sofreu grave acidente de carro em 19 de dezembro. Seu quadro clínico mostra progresso, segundo boletim médico divulgado na quarta, 30 de dezembro.