Madonna dedica música a menina paquistanesa baleada pelo Talibã

A cantora escreveu “Malala” nas costas em um show em Los Angeles para homenagear a garota de 14 anos que defende a educação para mulheres

Rolling Stone EUA Publicado em 11/10/2012, às 10h56 - Atualizado às 11h30

Madonna
AP

Durante show em Los Angeles na noite da última quarta, 10, Madonna dedicou uma música a Malala Yousafzai, a paquistanesa de 14 anos que foi baleada pelo Talibã por defender direito à educação para mulheres. As informações são do site da revista The Hollywood Reporter.

Veja dez vídeos polêmicos de Madonna.

“Isto me fez chorar”, disse a cantora. “A garota de 14 anos que escreveu um blog sobre ir a escola. O Talibã parou o ônibus dela e atirou. Você percebe o quão doentio não é isso?”, questionou.

O público fez barulho enquanto Madonna gritou “Apoiem a educação! Apoiem as mulheres!”. Mais tarde, a cantora tirou o figurino e revelou que nas suas costas estava escrito “Malala”. “Esta música é para você, Malala”, homenageou a estrela antes de cantar “Human Nature”.

Madonna também usou suas costas durante a atual turnê para mandar mensagens de apoio a Barack Obama e à banda punk Pussy Riot. Inclusive, durante apresentação em Los Angeles, a cantora lembrou que embora uma das russas tenha sido libertada, outras duas permanecem na prisão.

“Algo que percebi em minhas viagens é o quão sortudos os norte-americanos são”, disse. “Nós com certeza somos um país imperfeito, com um governo imperfeito. Mas tenho que dizer – a merda que eu vi na Ucrânia e na Rússia... quero lembrá-los de que duas integrantes do Pussy Riot ainda estão na cadeia. Em São Petersburgo, 75 homens foram presos por serem homossexuais”.

O apoio da cantora aos direitos dos gays em um show de São Petersburgo rendeu a ela um processo exigindo US$ 10,5 milhões de compensação por “danos morais”.