Maior exposição sobre Elvis Presley fora de Graceland abre em São Paulo nesta quarta, 5

“É uma forma de mantê-lo vivo", disse Priscilla Presley, ex-mulher do ídolo, em entrevista coletiva de imprensa

Redação Publicado em 04/09/2012, às 14h38 - Atualizado às 15h32

Priscilla Presley posa depois da coletiva

Ver Galeria
(7 imagens)

Abre em São Paulo nesta quarta, 5, The Elvis Experience, a maior exposição sobre Elvis já realizada fora de Graceland, Memphis, casa do Rei do Rock que hoje abriga um museu. Uma coletiva foi realizada na manhã desta terça, 4, no estacionamento do Shopping Eldorado, onde acontece a mostra. Priscilla Presley, ex-mulher e mãe da filha de Elvis, Lisa Marie, esteve presente, assim como Rafael Reisman, presidente da 2Share Entertainment, produtora responsável pela vinda da exposição, e Jack Solden, CEO da Elvis Presley Enterprises Inc, que administra o legado dele.

Curiosamente, exposição, que custa a partir de R$ 20, só pôde ser trazida exatamente por estar em um lugar mais popular e de grande circulação. De acordo com Rafael, todos os grandes museus do mundo fizeram ofertas para expor os objetos, mas a exposição foi montada no Brasil porque estava sendo realizada de forma acessível. “Elvis era um artista popular”, declarou Priscilla. A ida dela para outras cidades depende, agora, do quão bem-sucedida será a estadia na capital paulista.

Priscilla explicou que essa exposição é, certamente, uma forma de preservar a memória de Elvis. Essa é a primeira vez que “a experiência” será montada fora dos Estados Unidos. São quase 600 itens raros e pessoais, como carros, figurinos, documentos e fotos, a maioria nunca vista fora de Graceland e alguns deles nunca expostos nem lá. “Ele gostava de estar perto dos fãs e nunca teve a chance de fazer turnê pela América do Sul. Eu sei que em algum momento isso iria acontecer”, afirma a ex-esposa. “É muito interessante fazer a exposição no Brasil pela quantidade de fãs que ele tem no país", disse ainda a atriz, que revelou que no último dia 16, aniversário de morte do ídolo, mais de 400 dos muitos fãs que fizeram vigília em Graceland eram daqui (leia mais sobre a vigília). Além disso, há sete milhões de fãs do Elvis na página oficial dele no Facebook – a maioria é norte-americana, seguida imediatamente dos brasileiros em termos de quantidade.

Alguns dos objetos históricos e curiosos que chegaram ao Brasil são o carro MG vermelho que aparece no filme Feitiço Havaiano (Elvis era apaixonado por carros velozes), o telefone folheado a ouro do quarto de Elvis, que ele usou logo antes de morrer, seu famoso figurino branco, o macacão American Eagle, o primeiro telefone móvel dos Estados Unidos, que pertencia a ele, e a toalha de mesa que serviu como papel e foi assinada quando Elvis fechou contrato para sua temporada de cinco anos em Las Vegas.

“A exposição não só traz as carreiras dele de músico e de de ator, mas também um lado muito pessoal dele. Dá aos fãs a chance de ver como ele realmente era como ser humano”, afirmou Priscilla. Ela posteriormente destacou os aspectos generosos da personalidade de Elvis, contando a história de quando ele deu 12 carros de luxo a uma senhora afro-americana que estava admirando a beleza do veículo, mas que nunca poderia comprar um. “Ele deu um para ela e um para os amigos e parentes. Elvis ganhava muito dinheiro, mas queria compartilhar isso.”

Quando questionada sobre quais itens ali tinham mais valor, tanto para ela, quanto para o ex-marido, Priscilla disse que ele certamente amava os carros, mas que ela dava mais valor aos objetos ligados à época em que ele estava no exército, que foi quando eles se conheceram. Emocionada, também relembrou o dia em que recebeu a notícia devastadora da morte dele e o momento, cinco anos depois, quando resolveu transformar a custosa propriedade Graceland em museu.

Veja abaixo as informações a respeito tanto da exposição, quanto do Elvis in Concert, show-tributo com músicos que se apresentaram ao lado do Rei do Rock.

The Elvis Experience

Entre 5 de setembro e 5 de novembro, de segunda a segunda, das 10h às 22h

Shopping Eldorado - Avenida Rebouças, 3.970 – Pinheiros

Vendas online: www.ingressorapido.com.br

Informações: 4003-1212

Preços da primeira semana (há meia entrada): R$ 100 (horário livre) ou R$ 200 (premium express)

Preços da segunda semana (há meia entrada): R$ 40 (segunda a sexta, entre 10h e 18h), R$ 60 (segunda a sexta, entre 18h e 22h e sábados e domingo, das 10h às 22h) ou R$ 200 (premium express)

Elvis in Concert

Brasília

6 de outubro, às 21h

Ginásio Nilson Nelson - SRPN – Ginásio Nilson Nelson – ASA NORTE

R$ 2800 (mesa com quatro lugares), R$ 300 (cadeira VIP), R$ 200 (cadeira inferior), R$ 100 (cadeira superior) ou R$ (primeiros 100 ingressos da cadeira superior) – há meia entrada

Vendas online: www.ingressorapido.com.br

Informações: 4003-1212

São Paulo

8 de outubro, às 21h

Ginásio do Ibirapuera - Rua Manoel da Nóbrega, 1.361 – Ibirapuera

Primeiro lote: R$ 600 (cadeira premium), R$ 500 (cadeira VIP), R$ 300 (cadeira inferior), R$ 180 (cadeira superior) ou R$ (primeiros 100 ingressos da cadeira superior) – há meia entrada

Vendas online: www.ingressorapido.com.br

Informações: 4003-1212

Show extra em SP

9 de outubro, às 21h

Ginásio do Ibirapuera - Rua Manoel da Nóbrega, 1.361 – Ibirapuera

Primeiro lote: R$ 1200 (cadeira super premium), R$ 800 (cadeira premium), R$ 700 (cadeira VIP), R$ 500 (cadeira inferior) ou R$ 200 (cadeira superior) – há meia entrada

Vendas online: www.ingressorapido.com.br

Informações: 4003-1212

Rio de Janeiro

11 de outubro, às 21h

Ginásio Maracanãzinho - Rua Prof. Eurico Rabelo, S/N – MARACANÃ

R$ 500 (cadeira premium), R$ 300 (cadeira VIP), R$ 200 (cadeira inferior), R$ 150 (cadeira superior), R$ 40 (primeiros 100 ingressos da cadeira superior) – há meia entrada

Vendas online: www.ingressorapido.com.br

Informações: 4003-1212