Mayra Dias Gomes dá sua versão a respeito da prisão do marido, o músico Coyote Shivers, e sobre a briga dele com a ex-mulher

Shivers foi preso após, segundo o site TMZ, ter violado a medida judicial que exigia que ele não chegasse perto de Pauley Perrette, atriz da série NCIS; uma audiência a respeito do caso acontece no próximo dia 23

Redação Publicado em 13/04/2012, às 12h58 - Atualizado às 13h05

Mayra Dias Gomes
Reprodução/Twitter oficial

Na semana passada, o site TMZ noticiou que o músico e ator Coyote Shivers foi preso após ter violado a ordem judicial de manter distância de sua ex-mulher, a atriz Pauley Perrette, da série NCIS. De acordo com a nota, Shivers, acompanhado da esposa, a brasileira Mayra Dias Gomes, teria entrado no restaurante onde Pauley jantava com seu atual noivo e, ao ver o ex, ela chamou a polícia.

De acordo com Mayra, casada com Shivers há dois anos, o encontro casual foi armado, na verdade. “Durante o divórcio, a Pauley ameaçou que se tudo não ocorresse do seu jeito, ela mentiria para obter uma medida de cautela e usaria esta medida de cautela para persegui-lo, dizer que ele está a perseguindo, chamar a polícia e a mídia, e retratá-lo como um perseguidor. O incidente que levou à prisão dele na semana passada é apenas um de diversos que ela já tentou causar”, afirmou ela à Rolling Stone Brasil. Shivers foi solto na madrugada do último dia 5 mediante pagamento de US$ 100 mil de fiança. A escritora e jornalista, que é filha do falecido dramaturgo brasileiro Dias Gomes, contou ainda que janta naquele restaurante frequentemente e sempre posta nas redes sociais que ela e o marido estão lá.

Mayra ainda afirmou que Shivers está sendo perseguido pelos fãs de NCIS: “Ela havia publicado falsamente que iria deixar o programa por causa do meu marido, (é o programa número 1 nos Estados Unidos, com mais de 20 milhões de telespectadores) e isso fez com fãs de todo o mundo enviasse ameaças de morte”.

No próximo dia 23, será realizada uma audiência para ouvir as duas partes sobre o caso.