Medo dos palcos quase afastou Paul McCartney dos Beatles

Cantor, que lança novo DVD em dezembro, falou sobre o nervosismo que sentia antes das apresentações ao vivo no começo da carreira do Fab Four

Da redação Publicado em 26/11/2009, às 15h29

Atualizada às 15h30

O medo dos palcos quase afastou Paul McCartney dos Beatles na década de 1960. Foi o que contou o próprio durante uma exibição prévia de seu novo DVD, Good Evening New York City, realizada em Londres, nesta quarta, 25. De acordo com o site da revista NME, o cantor e compositor disse que ficava tão nervoso antes dos shows no começo da carreira da banda, que se questionava com frequência se tudo aquilo valia à pena.

"Eu lembro de uma vez no Wembley Town Hall em que eu estava literalmente ficando doente de tão nervoso e pensei: 'Tenho que desistir deste negócio, isso não me faz bem'", contou. Hoje, McCartney superou esse obstáculo. "Agora não estou tão mal. Sei que tenho uma ótima banda, o que ajuda", afirmou.

Sobre a gravação do novo DVD, o artista contou que a canção "Here Today", dedicada a John Lennon, seu ex-companheiro de banda, é sempre a mais difícil de tocar. "Eu me dou conta de que estou dizendo a esse cara que o amo e soa como: 'Meu Deus, estou declarando publicamente, na frente de todas essas pessoas que não conheço... Sei lá. É como: 'O que estou fazendo?' Mas, no entanto, é uma coisa boa de se fazer."

Good Evening New York City conta com 33 músicas gravadas no estádio Citi Field, em Nova York, e será lançado no dia 14 de dezembro.