MGM tenta impedir produção de Touro Indomável II

Estúdio entrou na justiça contra Jake LaMotta, ex-boxeador cuja autobiografia deu origem ao clássico de Martin Scorsese

Redação Publicado em 05/07/2012, às 15h59 - Atualizado às 16h00

Touro Indomável
Divulgação

A MGM entrou na justiça em Los Angeles buscando interromper as filmagens de Touro Indomável II. O estúdio processou o ex-boxeador Jake LaMotta, cuja autobiografia deu origem ao clássico de Martin Scorsese e que agora trabalha com a Sunset Pictures na continuação. As informações são do The Hollywood Reporter.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Segundo alega a MGM, o acordo firmado com o ex-atleta em 1976 garante que a companhia teria direito sobre qualquer sequência e que LaMotta e Peter Savage, o coautor dos livros, só poderiam vender a história a outro estúdio caso esta fosse antes recusada pela MGM.

“Como que eu posso lutar contra uma companhia deste tamanho?”, reclamou ao jornal New York Post o ex-boxeador, agora com 91 anos. “Todos esses entraves nos negócios não me incomodam porque não sou capaz, mental ou fisicamente, e porque não escuto direito.”

Touro Indomável II pretende contar a história do atleta antes e depois dos acontecimentos narrados no filme original, estrelado por Robert De Niro e lançado em 1980. Para o elenco estão escalados William Forsythe, de Boardwalk Empire, além de Joe Mantegna e Paul Sorvino. A direção fica por conta do argentino Martin Guigui.