Michael Jackson comprou o catálogo dos Beatles há 23 anos

Cantor estava no auge da carreira quando pagou US$47,5 milhões pelos direitos sobre as músicas do Fab Four

Da redação Publicado em 10/08/2008, às 11h08

Michael Jackson hoje: há 23 anos, então rei do pop comprou os direitos sobre o catálogo de músicas dos Beatles
AP

No dia 10 de agosto de 1985, há 23 anos, Michael Jackson deu uma demonstração do poder de sua conta bancária, comprando o catálogo dos Beatles por US$47,5 milhões (hoje, o equivalente a mais de R$75 milhões).

Jackson estava no auge da carreira: dois anos antes, havia lançado Thriller. O álbum ficou 37 semanas (não consecutivas) no primeiro lugar das paradas dos EUA. Sete músicas ficaram no TOP 10 no país. Hoje, números não oficiais apontam que foi o disco mais vendido de todos os tempos.

O cantor fez parcerias com Paul McCartney na década de 80 ("The Girl is Mine" e "Say Say Say") que, de acordo com a mídia, não gostou de ver o catálogo de sua ex-banda nas mãos do então rei do pop.

Em 1995, Jackson abriu mão de 50% do catálogo, comprado pela Sony. Há cerca de dois anos, a imprensa afirmou que o cantor provavelmente venderia a metade restante à gravadora, por conta das dívidas milionárias com fundos de empréstimos.

Em 2006, a parte de Jackson foi estava avaliada em cerca de US$1 bilhão (R$6,3 bilhões). Mesmo com as dívidas, Jacko manteve o catálogo - assim como o rancho Neverland, que por pouco não foi a leilão no início deste ano.