Mick Fleetwood diz que suicídio é algo que foge da personalidade de Bob Welch

Stevie Nicks também presta sua homenagem ao ex-guitarrista do Fleetwood Mac

Rolling Stone EUA Publicado em 08/06/2012, às 17h55 - Atualizado às 17h57

Bob Welch
Divulgação

O baterista do Fleetwood Mac Mick Fleetwood ficou totalmente chocado com a morte de seu ex-colega de banda, Bob Welch, na última quinta, 7. Em entrevista à agência Reuters ele afirmou que o suicídio do guitarrista é algo que “foge totalmente da personalidade que ele tinha”. "Ele era um ser humano muito, muito, profundamente inteligente e estava sempre de bom humor, por isso é tudo tão incrivelmente chocante.”

"Ele foi uma parte enorme da nossa história, o que às vezes é esquecido. Majoritariamente, o legado dele seria sua capacidade para a composição, que ele trouxe para o Fleetwood Mac e é algo que continuará a existir muito depois de todos nós.” "Se você analisar nossa história musical, verá um enorme período que foi totalmente escorado pelo trabalho de Bob."

Welch foi integrante do Fleetwood Mac entre 1971 e 1974, entrando para a banda após a saída de Peter Green. Ele deixou o grupo pouco antes da entrada de Lindsey Buckingham e Stevie Nicks. Além de ter sido colega de banda de Welch, Fleetwood também atuou como empresário do guitarrista em seus anos de carreira solo, na década de 80.

Nicks também comentou a respeito da morte de Welch, dizendo em um comunicado que "ele era um guitarrista maravilhoso – ele era engraçado, doce – e ele era inteligente. Eu sinto muito mesmo pela família dele e pela família Fleetwood Mac – muito, muito triste".