Mick Thomson, guitarrista do Slipknot, sobrevive a violento ataque a faca

Banda de heavy metal é esperada no Brasil em setembro para se apresentar no Rock in Rio

Rolling Stone EUA Publicado em 12/03/2015, às 17h45 - Atualizado às 17h55

Foram quase duas horas de performance encerrada com a promessa de que a banda volta ao Brasil
Stephan Solon/XYZ Live/ Divulgação

O guitarrista do Slipknot, Mick Thomson, foi ferido a facadas na última quarta-feira, 11, no jardim de um casa em Clive, no estado norte-americano de Iowa, mas não corre risco de vida.

Slipknot: ex-técnico de bateria confirma identidade dos novos integrantes.

Thomson e o irmão dele, Andrew, foram encontrados supostamente embriagados por policiais, durante a madrugada, com perfurações no corpo. Mick chegou a ser golpeado na parte de trás da cabeça.

Rock in Rio 2015: festival anuncia datas de shows e abre cadastro dos Rock in Rio Cards.

O ocorrência foi realização por uma ligação da própria casa onde ambos foram encontrados, local no qual teria começado o conflito que deu origem ao incidente. As autoridades aguardam a recuperação das vítimas para obter mais detalhes do ocorrido. O irmão do artista já foi preso anteriormente por apresentar publicamente sinais de alteração por substâncias químicas.

O Slipknot encerrou a primeira noite do Monsters of Rock diante de 30 mil pessoas, em 2013.

O Slipknot ainda deve comparecer ao Brasil neste ano como uma das atrações do Rock In Rio, dia 25 de setembro, já que, segundo o empresário da banda, Thomson não terá problemas nem mesmo para subir ao palco no final de abril, para turnê pela América do Norte.

Corey Taylor, líder do Slipknot, tranquilizou os fãs pelo Twitter dizendo que o companheiro está “OK” e que “estamos mandando todos os pensamentos de vocês. Obrigado por isso”.

O grupo lançou em 2014 .5: The Gray Chapter , o primeiro disco desde a morte do baixista Paul Gray, em 2010.