Morre aos 68 anos o cantor e compositor Paulinho Tapajós

Músico fez sucesso em Festivais da Canção com canções como "Andança" e "Cantiga por Luciana”

Redação Publicado em 25/10/2013, às 14h45 - Atualizado às 14h50

Paulinho Tapajós
Reprodução

Morreu aos 68 anos nesta sexta, 25, o cantor e compositor Paulinho Tapajós, nome importante na história da música brasileira e influente especialmente no fértil período entre o fim da década de 60 e o começo da década seguinte. Ele lutava contra um câncer, segundo revelou nas redes sociais Tibério Gaspar, primo do músico.

“Nesse momento recebi com muito pesar a notícia de falecimento do meu primo e amigo Paulinho Tapajós. Começamos juntos a carreira musical. Paulinho era um poeta de infinita grandeza”, escreveu Gaspar. “Estou muito triste com essa notícia embora soubesse que era inevitável e o melhor pra ele. Paulinho lutou bravamente contra um câncer. Foram uns seis anos de sofrimento intenso.”

Carioca, Paulinho Tapajós nasceu em 1945 em uma família recheada de artistas. Seu pai era o radialista Paulo Tapajós e seus irmãos eram o compositor Maurício Tapajós e a cantora Dorinha Tapajós.

Foi durante os últimos anos da década de 60 que Paulinho começou a se aventurar na música. Participou de festivais da canção e ficou com o terceiro lugar na 3ª edição do Festival Internacional da Canção com “Andança”, feita com Edmundo Souto e Danilo Caymmi e interpretada por Beth Carvalho. Na edição seguinte novamente se destacou, desta vez com “Cantiga por Luciana”.

Ocupou cargos importantes como o de produtor musical do Fantástico durante a segunda metade da década de 70. A proximidade com a Rede Globo rendeu ainda trilhas como “Irmãos Coragem”, abertura da série de mesmo nome, “Tema de Regina”, para a novela A Próxima Atração e “Onde Você Mora”, para Verão Vermelho, entre outras.

Trabalhou ainda como produtor de grandes nomes da música brasileira como Jorge Ben Jor, Toquinho, Gonzaguinha, Fagner e Sivuca, entre outros. Gravou seu último álbum, Preparando a Canção, em 2008.