Morre J.D. Salinger

Autor de O Apanhador no Campo de Centeio morreu aos 91 anos, de causas naturais

Da redação Publicado em 28/01/2010, às 17h59

J.D. Salinger, autor de O Apanhador no Campo de Centeio, morreu nesta quarta-feira, 27. Salinger tinha 91 anos e estava em sua casa, localizada na cidade de Cornish, em New Hampshire. Nesta quinta, 28, em comunicado divulgado pelo representante literário de Salinger, o filho do autor informou que a morte se deu por causas naturais.

Salinger escrevia para adultos, mas os adolescentes sempre se identificaram com os temas abordados no romance, como a alienação, inocência e fantasia. O Apanhador no Campo de Centeio, um dos livros mais lidos na América do Norte, foi lançado na década de 1950, no contexto da Guerra Fria, e contava como protagonista o rebelde Holden Caulfield, que foi expulso de um internato e que, em um fim de semana, passa a refletir sobre sua vida e as situações que viveu em seus poucos 16 anos de idade.

A história de Caulfield exerceu profunda influência em gerações diversas. Mark Chapman, assassino de John Lennon, se via como uma espécie de Holden da sua época - à CIA, após o episódio fatal de 8 de dezembro de 1980, teria declarado: "Leia O Apanhador no Campo de Centeio e você descobrirá porque o fiz. Esse livro é meu argumento". Green Day (com "Who Wrote Holden Caufield?") e Pearl Jam ("In Hiding") já fizeram referências ao personagem.

J.D Salinger era conhecido por ser uma pessoa arredia à exposição, não gostando de dar entrevistas e tirar fotos. No ano passado decidiu processar John David California, pseudônimo do sueco Fredrik Colting, responsável por 60 Years Later: Coming Through the Rye ("60 Anos Depois: Através do Centeio", em tradução livre), uma continuação não-autorizada no clássico.