Morre aos 45 anos o cantor de “One More Time”, música do Daft Punk

Também produtor e DJ, Romanthony não sobreviveu a complicações de uma doença no rim

Rollign Stone EUA Publicado em 20/05/2013, às 13h34 - Atualizado às 21h15

Romanthony - Hide in Plain Site
Reprodução

Romanthony, produtor de house e DJ que cantou no single “One More Time”, do Daft Punk, de 2000, morreu no dia 7 de maio, aos 45 anos. De acordo com a Spin, somente agora a família do músico decidiu se pronunciar sobre a morte, causada por complicações de uma doença no rim.

Nascido em Nova Jersey, Anthony Moore (nome verdadeiro de Romanthony) começou lançando discos pelo próprio selo, Black Male Records, em 1992. Os primeiros singles dele foram “Make This Love Right” e “Let Me Show You Love”. Em 1996, o músico lançou o álbum Romanworld, pela gravadora Azuli Records. Ele seguiu com eles, um selo de música eletrônica britânico, em mais dois álbuns: Instinctual (1999), em colaboração com o DJ Predator; e Hide in Plain Site (2000), cuja imagem da capa está reproduzida acima.

Em 2000, o Daft Punk lançou o segundo disco deles, Discovery, que trazia a voz de Romanthony embebida de Autotune no principal single, “One More Time”. Ele também cantou na faixa de encerramento do disco, “Too Long”, e é listado como coautor de ambas as canções.

“One More Time” acabou se tornando o hit que definiu uma era nas pistas de dança, particularmente na França e Canadá, onde chegou ao topo das paradas locais, e no Reino Unido, onde alcançou o segundo lugar.

Romanthony continuou colaborando com outros produtores, incluindo um trabalho recente com Boys Noize. “Eu e Romanthony estávamos trabalhando em uma música incrível juntos. Ele disse que seria a melhor canção já escrita”, escreveu no Tiwitter o DJ e produtor, na manhã de domingo. “Romanthony foi uma grande inspiração para muitos DJs dos Estados Unidos. A voz dele era a mais tocante de toda a house music.”